Resenha de Show

Bad Religion lidera festival punk em SP

Carlos Pupo/Headbangers News


Com toda a autoridade de quem tem mais de 30 anos de estrada, o Bad Religion mostrou a energia de sempre no último domingo, dia 05, na segunda edição do evento Rock Station, no Espaço das Américas, em São Paulo.

Com pegadas curtas, melódicas e afiadas, a banda de Los Angeles liderou a cena do punk rock durante a década de 1980, influenciando vários outros músicos do estilo em suas carreiras, com letras fortes e temas sociais.

Sua formação já passou por diversas mudanças através do tempo. Greg Graffin, o vocalista, foi o único a estar em todos os álbuns. Atualmente, estão na banda três integrantes do quarteto original, além do vocalista Greg estão o guitarrista Brett Gurewitz e o baixista Jay Bentley, que só esteve de fora em um álbum.

Desde 2013 o grupo vem trabalhando em cima de seu último lançamento álbum “True North” – faixa título que entretanto não executaram neste show de São Paulo. Porém compensaram tocando uma de suas primeiras músicas, “We´re Only Gonna Die”, primeira faixa do clássico álbum “How Could Hell Be Any Worse”, considerado uma relíquia do punk rock por muitos cinquentões.

A banda abriu o show com “Recipe for Hate”, do álbum de mesmo nome, o sétimo dos quatorze álbuns em estúdio, e entre grandes sucessos como “Conquer The World”, “Fuck You”, “Streets of America”, “Wrong Way Kids”, “Come Join Us”, “Generator”, “You”, “Infected” e “Sorrow”, o Bad Religion levou o público ao delírio fechando o show com “American Jesus”, clássico de geração que começou a ouvir rock nos anos 90.

O evento Rock Station também contou com a nova geração da cena punk de bandas como Pegboy, Samiam, Teenage Bottlerocket e Dead Fish – esta última, capixaba. No palco auxiliar na área externa, bandas iniciantes também tiveram o seu espaço, e foodtrucks e apresentações de skate tornaram o evento mais descontraído em meio à fina garoa.


Data: 05/11/17

Horário: 20h30

R. Tagipuru, 795 - Barra Funda

www.espacodasamericas.com.br/