Resenha de Show

Sepultura encerra sua turnê Machine Messiah em SP

(e/d) Paulo Jr., Andreas Kisser e Derrick Green durante a apresentação na Audio, na capital paulista

Carlos Pupo/Headbangers News


(e/d) Paulo Jr., Andreas Kisser e Derrick Green durante a apresentação na Audio, na capital paulista

O passar do tempo para bandas longevas é sempre difícil, cheio de cisões, fraturas, desgastes e com uma constante tentativa de se reinventar ao longo dos anos. Raros são os grupos que conseguem manter a criatividade e a explosão ao vivo após mudanças capitais em sua formação.

O Sepultura em sua apresentação final da turnê ‘Machine Messiah’, realizada na casa de shows Audio, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, na noite de sábado, 27 de outubro de 2018, brindou os fãs com clássicos do grupo da era pré e pós Derrick Green à frente dos vocais.

Encerraram muito bem a turnê do 14º disco de estúdio, que possui muitos pontos positivos, com um alto nível de composição e que ainda soa brutal. Aliás, muitas das músicas com Mr. Green também já podem ser consideradas clássicas, afinal o vocalista já está com eles há 20 anos.

Eloy Casagrande na bateria é um show à parte, com sua força e técnica impressionantes que mostram que grande percussionista ele é, no auge de seus 27 anos e com muita lenha para queimar.

Cabe destacar que toda a produção e parte técnica foram impecáveis, com uma iluminação de palco perfeita e um som extremamente limpo, que só destacou os riffs hipnóticos saídos da guitarra de Andreas Kisser e a levada groove que bem conhecemos de Paulo Júnior.

Havia muita gente jovem na plateia, mesclada aos antigos fãs que dão um importante suporte e crédito a uma das bandas mais importantes da história do heavy/thrash metal brasileiro.

Não caio na chatice de discutir pormenores das mudanças de seus integrantes, a resenha é sobre o que eu vi agora. E o que vejo é uma banda que superou o tempo e permanece relevante no cenário headbanger.

Depois de ter passado nesta turnê divulgando ‘Machine Messiah’ pela Ásia, Europa, Austrália, Nova Zelândia entre outros países, o grupo já é presença confirmada no Palco Mundo do Rock in Rio 2019. Agora é aguardar por um novo álbum, que segundo o próprio Andreas em entrevistas recentes, não deve sair antes de 2020.

Setlist:
I Am the Enemy
Phantom Self
Kairos
Territory
Inner Self
Sworn Oath
False
Against
Choke
Boycott
Corrupted
Machine Messiah
Desperate Cry
Refuse/Resist
Arise

Encore:
Troops Of Doom
Slave New World
Resistant Parasites
Ratamahatta
Roots Bloody Roots


Audio Club

Data: 27/10/18

Horário: 23h

Av. Francisco Matarazzo, 694 - Barra Funda

11 3862-8279

http://www.audiosp.com.br/