Notícias

Anathema retorna a São Paulo com show acústico

Após apoteótica, emocionante e histórica apresentação em 2017, a banda inglesa Anathema confirmou recentemente retorno ao Brasil com a promessa de novamente arrancar lágrimas dos seus apaixonados fãs em outra experiência inesquecível.

O grupo, que será representado pelos irmãos Vincent e Daniel Cavanagh, desembarca com a tour “Acoustic Resonance”, em um show mais intimista, requintado e harmonioso, que celebra 20 anos do clássico álbum “Alternative 4”, no próximo dia 2 de fevereiro, no Carioca Club, em São Paulo.

A grande novidade é a ilustre participação de Duncan Patterson, baixista/tecladista de 1991 a 1998, e um dos principais compositores da história da banda. Ele não se apresenta no País desde 1994, ano em que vieram pela primeira vez a América do Sul.

Será uma ocasião muito especial! Nossas almas compartilharão o palco mais uma vez, celebrando toda a busca de uma pioneira história. Daremos importância a todas as eras da nossa carreira e a todas as almas significativas que estiverem por perto. Unam-se a nós para esta celebração da vida“, declarou Vincent Cavanagh.

Os ingressos para a performance na capital paulista continuam à venda na bilheteria do Carioca Club, pelo site do Clube do Ingresso (https://www2.clubedoingresso.com/evento/anathema-sp) e pontos autorizados. Mais informações no serviço abaixo.

Formado em 1990, em Liverpool, o Anathema ultrapassou a fronteira do metal e vem conquistando cada vez mais outros tipos de público, por conta de suas músicas brilhantes, encantadoras, elegantes e repletas de melodias marcantes.

Começando a sua trajetória como um grupo de death/doom metal, com o passar dos anos, foram se distanciando das influências mais pesadas para abraçar uma sonoridade mais experimental, progressiva e melancólica, que resulta justamente no próprio “Alternative 4”.

Lançado em 1998 pela Peaceville Records, este trabalho é um divisor de águas na carreira do grupo, que marca o último disco da magistral participação de Duncan Patterson no processo de composição.

Apesar dos primeiro discos serem considerados clássicos, a banda deixou suas raízes pesadas de lado para apostar em algo mais emocional, que atinge profundamente o coração das pessoas.