Notícias

Disaster Cities e Grindhouse fazem show amanhã em SP

Bandas do cast da Abraxas tocam nesta sexta, 24, no Estúdio Costella

Arte: Rafael Panegalli


Bandas do cast da Abraxas tocam nesta sexta, 24, no Estúdio Costella

Disaster Cities, banda formada este ano no eixo São Paulo-Santa Catarina

Divulgação/Abraxas Records

Disaster Cities, banda formada este ano no eixo São Paulo-Santa Catarina

Apontado como um dos mais requisitados da capital paulista, principalmente entre as bandas do cenário alternativo, o Estúdio Costella recebe nesta sexta-feira, 24, dois nomes da nova geração e que pertencem ao cast da Abraxas: o Disaster Cities, que faz neste evento a sua estreia em palcos, e a Grindhouse, em processo de gravação do primeiro full length. Os shows começam a partir das 20 horas e o ingresso tem preço camarada: R$ 20.

Formada em 2017 no eixo São Paulo-Santa Catarina, a Disaster Cities enfim realiza o primeiro show para tocar os três primeiros singles, “Right Next to you”, “Brave New Heart” e “Death Blues”, lançadas no segundo semestre do ano pela Abraxas nas principais plataformas de streaming, além de outras inéditas. Sem fronteiras e sem limitações sonoras, o power trio formado por Matheus Andrighi (guitarra/voz), Rafael Panegalli (baixo/voz) e Ian Bueno (bateria) aproxima o stoner do hard rock, o grunge ao blues, e provarão agora em palco porque devem figurar em listas de fim de ano como uma das grandes sensações do rock nacional.

 

Grindhouse outra banda nova do selo Abraxas

Divulgação/Abraxas Records

Grindhouse outra banda nova do selo Abraxas

Grindhouse é a mais nova banda do selo da Abraxas. O experiente quarteto Leandro Carbonato (voz e guitarra), Roger Marx (baixo), Luiz Natel (guitarra) e Gustavo Cardoso (bateria) já abriu para as gringas Red Fang, Mars Red Sky e Atomic Bitchwax e é reconhecido pela sonoridade explosiva e autêntica, combinando elementos de Black Sabbath e Fu Manchu, embalados à aura punk. Nesta sexta, eles tocarão pela primeira vez uma das músicas que estará no debut, em processo de gravação no próprio Estúdio Costella (com supervisão de Gabriel Zander) e previsto para os meses iniciais de 2018.

Fonte: Erick Tedesco/Tedesco Comunicação & Mídia