Notícias

Facing Fear: conheça o cenário que inspirou a capa de “Ana Jansen”

Marcado para sair em 2019, o primeiro full length da Facing Fear, “Ana Jansen”, trará uma banda voltada a novos horizontes, mas com a mesma sonoridade que a despontou no cenário nacional. O álbum que será constituído por canções em inglês terá a faixa título como única música cantada em português.

 

A capa desenhada por Eduardo Untura, ilustra um pouco da história da latifundiária maranhense Ana Jansen, que viveu em São Luís entre os anos de 1793 e 1869, cujo a fama de maltratar escravos rendeu uma das lendas mais conhecidas da região. Donana, como era chamada a mulher que também tinha poder político no Maranhão, devido à crueldade com seus escravos, foi condenada a vagar eternamente pelas ruas da cidade numa carruagem assombrada, partindo do Cemitério do Gavião nas noites de quinta para sextas-feiras. Foi exatamente neste trecho da lenda que o artista plástico elaborou a capa do CD.

 

Em uma postagem no Facebook, o baterista e compositor Vall Maranhão publicou uma foto da entrada do cemitério contando um pouco de sua história:

“Estou aqui no Cemitério do Gavião em São Luís-MA, foi daqui que saiu a capa do álbum do Facing Fear – Ana Jansen pelo artista plástico Eduardo Untura. O cemitério foi fundado em 1855, aqui está enterrado vários escritores e poetas, entre eles está Aluísio de Azevedo, Nauro Machado, Sousândrade e outros, aqui também está Joãosinho Trinta, carnavalesco que liderou algumas escolas de samba do Rio de Janeiro. É daqui que sai a carruagem de Ana Jansen que assombra os moradores de São Luís, conforme a lenda”.