Notícias

Obscur. Records relança disco de estreia do Frieza

Álbum traz referências de Neurosis e do clássico Scream Bloody Gore, do Death

Paulo Parreira/Divulgação


Álbum traz referências de Neurosis e do clássico Scream Bloody Gore, do Death

Os característicos riffs do disco de estreia do lendário Death, Scream Bloody Gore, um marco absoluto do death metal mundial, se encontram no primeiro álbum da banda goiana Frieza com climas e experimentos típicos do sludge/post-metal do também reverenciável Neurosis. A amálgama é a faísca deste registro originalmente lançado em março de 2017 e reeditado agora pela Obscur. Records, o novo braço da Abraxas.

O debut homônimo do Frieza, quando lançado, foi disponibilizado apenas no Bandcamp – as três vinhetas instrumentais ainda é uma exclusividade desta plataforma. Todas as cinco músicas foram gravadas e mixadas entre dezembro de 2016 e fevereiro de 2017 por Braz Torres, no Complexo Estúdio, enquanto a masterização ficou a cargo de Gustavo Vazquez (Overfuzz, Sã, Sheena Ye).

Odisséia, Encruzilhada, Caverna, Convergência e Tempestade destacam a ousadia do Frieza em composições que aliam técnica, peso, velocidade e diferentes atmosferas. Todas as faixas ultrapassam os cinco minutos sem soarem cansativas, pelo contrário, envolvem o ouvinte por meio da riqueza de detalhes e timbres precisos de cada instrumento.