Resenhas

Covered in Blood

Arch Enemy

8,5

Arch Enemy é um dos líderes do Melodic Death Metal há mais de duas décadas. Construindo um nome respeitado em todas as áreas do Heavy Metal e mostrando que cresce cada vez mais. E a banda começou bem o ano, lançando“Covered in Blood” pela Century Media Records – lançado 18 de janeiro. Seu primeiro lançamento desde o “Will to Power” (2017).

Covered in Blood” é uma compilação de todas as versões cover que a banda já gravou. Abrangendo uma grande variedade de material ao longo dos anos, incluindo gravações de seus vocalistas anteriores e Angela Gossow, juntamente com a atual protagonista Alissa White-Gluz. É mais um disco lançado para alegrar os fãs enquanto a banda não lança algo inédito. E eu que adoro versões inusitadas, adorei.

O disco conta com 24 faixas trabalhadas e adaptadas ao estilo que o Arch Enemy é conhecido. Do Iron Maiden, passando pelo Judas Priest até Manowar.  O disco é dividido em três partes, a primeira é composta por treze músicas com a formação atual do grupo. Com gravações que variam entre versões para canções conhecidas como “Shout” do Tears for Fears – com uma verão que pode soar estranha com um som bruto – , “Breaking the Law” do Judas Priest e “The Zoo” do Scorpions e outras com nomes do underground. As mais conhecidas ganharam arranjos que as tornam bastante diferentes das originais. Na sequência temos sete faixas com a ex-vocalista Angela Gossow, vindas de anos atrás e presentes em b-sides e compilações anteriores, escute “Wings of Tomorrow” do Europe, ficou irreconhecível. A última parte contem quatro canções com Johan Liiva, registradas nos primeiros anos de carreira da banda.

As músicas mais conhecidas surpreendem pelas reinterpretações nada convencionais e as faixas menos populares parecem composições do próprio Arch Enemy, por exemplo, a faixa “Back to Back”, do Pretty Maids.

O álbum é bastante divertido e mostra a versatilidade e as diversas influências da banda, com clássicos manjados que todo mundo gosta e amores secretos pela música pop que a banda de metal expõe. Arch Enemy presta uma homenagem incrível aos antepassados ​​do Hardcore, Pop, Punk e do Metal. Além disso, a banda provou que eles podem pegar qualquer música e inovar em seu próprio estilo.

Faixas:
1. Shout (Tears for Fears cover)
2. Back to Back (Pretty Maids cover)
3. Shadow on the Wall (Mike Oldfield cover)
4. Breaking the Law (Judas Priest cover)
5. Nitad (Moderat Likvidation cover)
6. When the Innocent Die (Anti Cimex cover)
7. Warsystem (Shitlickers cover)
8. Armed Revolution (Shitlickers cover)
9. Spräckta snutskallar (Shitlickers cover)
10. The Leader (of the Fuckin Assholes) (Shitlickers cover)
11. City Baby Attacked by Rats (Charged GBH cover)
12. Warning (Discharge cover)
13. The Zoo (Scorpions cover)
14. Wings of Tomorrow (Europe cover)
15. The Oath (KISS cover)
16. The Book of Heavy Metal (Dream Evil cover)
17. Walk in the Shadows (Queensrÿche cover)
18. Incarnated Solvent Abuse (Carcass cover)
19. Kill with Power (Manowar cover)
20. Symphony of Destruction (Megadeth cover)
21. Aces High (Iron Maiden cover)
22. Scream of Anger (Europe cover)
23. Starbreaker (Judas Priest cover)
24. The Ides of March (Iron Maiden cover)

Músicos:
Alissa White-Gluz (vocal)
Johan Liiva  (vocal)
Angela Gossow  (vocal)
Michael Amott (guitarra e vocal de apoio)
Jeff Loomis (guitarra)
Christopher Amott (guitarra)
Daniel Erlandsson (bateria)
Peter Wildoer (bateria)
Sharlee D’Angelo (baixo)
Martin Bengtsson  (baixo)