Resenhas

A Glimpse of Illumination

Axes Connection

7.0

O álbum alterna bons momentos de rock que soa como bandas “setentistas” até o thrash metal “oitentista”, mas não soa tão pesado e nem “inovador”. Antes de fazer uma análise aprofundada da sonoridade, é preciso conhecer um pouco da história da banda.

O grupo surgiu de um projeto embrionário nos anos 90 dos irmãos gaúchos Marcos Machado, que fez fama como guitarrista do Distraught, e o baterista Vitor Machado.

Com o falecimento de Vitor em 2013, o material instrumental composto foi levado adiante com outros integrantes, resultando no trabalho deste disco de estreia do Axes Connection.  Lourenço Gil gravou as passagens de bateria no lugar de Vitor (atualmente as baquetas estão com Cristiano Hulk).

O ouvinte pode conferir faixas com um instrumental agradável para quem curte um heavy metal mais clássico ou rock, mas em algumas músicas o vocal ‘derrapa’ e parece deslocado do groove e do ritmo. Mesmo assim, o álbum agrada em sua grande parte.

Marcos parece ter cuidado com todo esmero deste material, pois as mensagens líricas de seguir adiante frente às perdas que sofremos durante nossa vida fazem com que o balanço, no final das contas, seja positivo.

A banda conta com a seguinte formação:  Marcos Machado (guitarra), Márcio Machado (vocal e teclado), Magoo Wise (baixo) e Cristiano Hulk (bateria).

Faixas:

  1. The Meaning Of Evil
  2. Rearrange Yourself
  3. Wisdom Is The Key
  4. Use The Reason
  5. Prepare Your Soul
  6. The Gates
  7. A Glimpse Of Illumination
  8. Journey To Forever
  9. Skyline
  10. The True Connection