Resenhas

Kulkija

Korpiklaani

9.0

Korpiklaani é uma banda de fácil audição e que anima o dia de qualquer um. Apesar de não entender nenhuma palavra de finlandês, o folk metal exultante do grupo nos faz querer dançar, olha que não tenho nenhum "molejo" e "traquejo" pra isso.

A combinação de instrumentos feita em seus 15 anos de carreira é incrível, uma mistura muito interessante de percussão, violinos, acordeão, guitarras e um vocal grave e rasgado. O novo álbum não foge da regra, com versos cantados em coro e as características que se tornaram marca registrada do grupo.

São 14 faixas, que somadas superam os 71 minutos de duração, gravadas no Petrax Studio, na cidade de Hollola, sul da Finlândia, e mixadas no Sound Supreme Studios, em Hämeenlinna, também em seu país de origem. Esta é a primeira vez que o Korpiklaani trabalha com Janne Saksa, produtor musical local.

O álbum tem como contraponto às músicas “divertidas” a faixa “Harmaja”(O Cinza), que retrata a ansiedade e as memórias longínquas. A composição também pode significar o “cinza” quando um parceiro de um casal de idosos morre.

Outra faixa destacada é “Kotikonnut” que fala de um viajante anseia com sua casa, sua namorada e relembra com saudade de sua infância. Trata de tudo que é efêmero na vida, mas com certa positividade.

Ouça sem grandes pretensões, como eu fiz, provavelmente irá adorar. A barreira da língua não é um problema neste caso, pois o sentimento transmitido pela música é universal.