Resenhas

Scream for Me Sarajevo

Bruce Dickinson

9.0

Em 1994 a capital da Bósnia e Herzegovina, Sarajevo, estava desligada do mundo e sitiada há mais tempo do que Stalingrado durante a Segunda Guerra Mundial. Nesse cenário de guerra e violação de direitos humanos o historiador e vocalista Bruce Dickinson, acostumado a estudar e compor sobre eventos e personagens históricos, passaria a fazer parte da história do seu modo.

Nesse ano Bruce e sua banda Skunkworks fizeram um show na cidade tendo que até mesmo passar por um caminho onde havia acabado de acontecer um conflito. Foram escondidos dentro de um caminhão até o local do show, que foi executado com auxílio de geradores, pois não havia energia elétrica na cidade.
Tudo isso aconteceu para demonstrar a um povo sem esperança que existia quem se importasse com eles e que havia esperança através da transgressão do rock.

O mais interessante é que tudo isso foi gravado e virou um documentário que foi mostrado para Bruce no pub que costuma frequentar, o que surpreendeu o vocalista com os detalhes, lembranças e entrevistas com aqueles fãs que viviam numa situação totalmente precária.

Sendo assim temos Scream for me Sarajevo, o documentário e a trilha sonora de mesmo título lançados na sexta feira dia 29 de junho, com músicas apresentadas em Sarajevo em 1994 e outras lançadas depois, passando por toda carreira solo de Dickinson. Além da remasterização das faixas gravadas antes de 2001, também contamos com algumas lançadas em edições especiais de alguns álbuns, como Acoustic Song, lançada no Best of Special Edition de 2001, Inertia – Love, disponível no relançamento expandido de Skunkworks em 2005 e Eternal, faixa bônus de Tyranny of Souls no Japão. Ou seja, não há grandes novidades, mas vale audição e melhor ainda, vale assistir o documentário pelo seu caráter histórico e para vermos qual o verdadeiro valor de nossa paixão, a música, para aqueles abandonados pela humanidade e pelo mainstream.