Resenhas

The Great War

Sabaton

8.5

O Sabaton chega ao seu nono álbum da carreira repetindo a temática da guerra, que sempre marcou seus trabalhos com contos de feitos heroicos e atos de bravura nos campos de batalha.

Desta vez suas novas músicas estão focadas na Primeira Guerra Mundial, com o suporte de composições grandiosas, com arranjos sinfônicos mesclados aos riffs, os vocais de barítono de Joakim Brodén e muita testosterona.

Toda esta obra se aproxima do conceito operístico do Iron Maiden, por exemplo, que com certeza é uma das referências do grupo sueco. As canções falam de gás mortal, de figuras lendárias com o Barão Vermelho, de guerra de trincheiras e dos Campos de Verdun.

Um detalhe que chamou muito minha atenção foi a “versão contada” das histórias, com uma narradora introduzindo o tema antes da execução das canções. Uma aula de História em tempos em que as pessoas se esquecem de adquirir conhecimento e vão perdendo as referências deste período triste e sombrio, porém fascinante de nosso mundo.

É um álbum cheio de pontos altos, com diversas músicas interessantes, como os destaques “A Ghost in the Trenches”, “The Red Baron” e  “Devil Dogs”, além da faixa-título “Great War”.