Resenha de Show

40 anos de Ratos de Porão: Show de “Crucificados pelo Sistema” em SP

Carlos Pupo/Headbangers News

Ratos de Porão está atualmente em uma saga interessante e completamente inusitada em comemoração a seus 40 anos de vida. Os ratos também decidiram seguir a ordem de lançamento destes álbuns clássicos começando pelo maior clássico de todos – Crucificados pelo Sistema. O álbum que originalmente foi lançado em 1984 teve até lançamento nos Estados Unidos e na Europa e mais tarde foi eleito como melhor disco de punk da história do punk brasileiro pela Rolling Stone Brasil.

A casa de shows é algo interessante de se testemunhar, pois é uma igrejinha no fundo do estacionamento Best Park próximo do restaurante La Borratxeria que fica na Rua João de Moura, 541 em Pinheiros, São Paulo. Toda pintada de preto exceto a cruz no topo que irradia uma luz vermelha neon, a igrejinha ia testemunhar história. Com pouco espaço para o público, La Iglesia é um verdadeiro templo do caos onde certamente rodas de mosh são inevitáveis.

A banda subiu ao palco ás 22h aproximadamente e a formação atual do Ratos, João Gordo (vocal), Jão (guitarra), Juninho (baixo) e Boka (bateria) subiram ao palco para iniciar a procissão antissistema. O público reagiu da melhor maneira possível quando a banda começou com ‘Morrer’ – primeira faixa do disco “Crucificados pelo Sistema”. Juninho, vestido com a sua regata do Movimento Sem Terra e empunhando seu Rickenbacker estava absurdamente empolgado e feliz via um Boka absurdamente concentrado atrás da bateria. Quem estava mais contente naquele palco era João Gordo e Jão, ambos conversaram bastante com o público ao passar rapidamente por faixas como ‘Caos’, ‘Guerra Desumana’, ‘Agressão/Repressão’ e ‘Obrigado a Obedecer’.

O público correspondia com um pouco de receio, mesmo a casa tendo seguido todas as normas vigentes do Plano São Paulo de combate à Covid, determinadas pelo Governo de São Paulo. O uso de máscara foi obrigatório, assim como o passaporte da vacina contra o novo coronavírus com ao menos uma dose aplicada. Mas na hora do agito, muitos se esqueceram do detalhe da máscara, o que fez muitos do público ficar um pouco receosos para participar da roda.

Foi em ‘Asa da Vingança’ que João Gordo começou a dar um pouco de histórico às músicas dizendo que esta Jão compôs quando estava na quinta série – levando todos do público á rir muito. Com a faixa ‘Que Vergonha’ João dedicou á música ao Fabio, que no passado apoiou o movimento punk – infelizmente este que vos escreve desconhece á qual Fabio João Gordo estava se referindo. A banda seguiu com a violência tocando ‘Poluição Atômica’, ‘Pobreza’ e ‘F.M.I.’ com João Gordo alegre e sorrindo bastante com a interação do público.

A banda finalizou a rápida homenagem ao álbum com as faixas ‘Sistema de Protesto’, ‘Não Me Importo’, ‘Periferia’, ‘Crucificados pelo Sistema’ e ‘Corrupção’. O grupo deixou o palco e voltou para o bis onde tocou músicas como ‘Conflito Violento’, ‘Testemunhas’, ‘Engrenagem’ mostrando músicas da nova fase da banda. Interessante ouvir clássicos mais atuais como ‘Crocodila’, ‘Red Tape’ e ‘Desemprego’ – esta última do clássico “Feijoada Acidente? – Brasil”.

O Ratos encerrou seu setlist com as músicas ‘Suposicollor’ e ‘Cuando Ti Vuole’ mostrando um Ratos de Porão muito bem ensaiado! Foram quase dois anos do antológico quarteto punk longe das apresentações ao vivo, com plateia – em 2020, no primeiro evento alusivo ao 40 anos, o Ratos de Porão realizou um show live no Family Mob, apresentado pela Vans, e este ano foi a atração principal do fest on-line Noise Knob. Além deste show inaugural em que o Ratos tocou o clássico absoluto Crucificados pelo Sistema na íntegra, os outro serão nos dias 26 e 27 de novembro, com setlist do Descanse em Paz (1986), e 3 e 4 (Cada Dia Mais Sujo e Agressivo, de 1987), 10 e 11 (Brasil, de 1989) e 17 e 18 de dezembro (Anarkophobia, de 1991). Os ingressos também estão à venda no restaurante La Borratxeria (rua João Moura, 541, em Pinheiros, de terça a sábado, das 12h às 22h30, e domingo, das 12h30 às 18h30).

Todas as datas extras acontecem aos sábados, com entrada limitada a 100 ingressos. Vale muito a pena pela história e pela absurda energia que os Ratos estão transmitindo ao vivo!

Galeria de Fotos


La Iglesia Borratxeria

Data: 19/11/21

Horário: 22h30

Rua João Moura, 515 - Pinheiros