Resenha de Show

Matanza Ritual envolve o Tokio Marine Hall com sua ‘liturgia’ em SP

Carlos Pupo/Headbangers News

No último domingo, dia 10 de Abril, o Matanza Ritual subiu ao palco do Tokio Marine Hall (antigo Tom Brasil) para celebrar os 22 anos da já extinta banda Matanza. Para isso, o vocalista Jimmy London recrutou nomes famosos da cena metal brasileira: o guitarrista Antônio Araújo (Korzus), o baixista Felipe Andreoli (Angra) e o baterista Amilcar Christofáro (Torture Squad).

Depois de todos os adiamentos de espetáculos impostos pela pandemia do coronavírus, o retorno gradativo das apresentações ao vivo soa como um alívio para nosso corações e mentes depois de todo este inferno. Mas ainda os protocolos de segurança estão vigentes, como a exigência da carteira de vacinação para se ter acesso à casa de shows.

Como o próprio Jimmy já definiu, o Matanza Ritual tem o “ritual” no nome para exorcizar os demônios e por pra fora toda a energia acumulada. Isso não podemos negar, a energia estava presente apesar da evidente falta de lotação da casa. Os espaços vazios podiam ser notados e ainda não coube a mim fazer uma análise da conjuntura econômica do país, que supostamente dificultaria a compra de ingressos ou se o pessoal ainda não se sente completamente seguro para voltar a se aglomerar novamente.

Na parte que tange à banda, tudo correu de acordo com a “liturgia” esperada. Foi um desfile de sucessos do Matanza, com um peso adicional acrescentado pelo lineup “metaleiro” convocado por Jimmy. Inclusive a faixa “Sujeito Amargo”, recentemente lançada pelo novo projeto, esteve presente no setlist. Nenhum fã poderia botar defeito.

Setlist:
Ressaca Sem Fim
Meio Psicopata
Remédios Demais
A Arte do Insulto
Bom É Quando Faz Mal
O Chamado Do Bar
Ela Não Me Perdoou
Tudo Errado
O Que Está Feito, Está Feito
Eu Não Gosto De Ninguém
Clube dos Canalhas
Country Core Funeral
Carvão, Enxofre e Salitre
Pé na Porta, Soco na Cara
Tempo Ruim
Mulher Diabo
Sob a Mira
Conforme Disseram as Vozes
Conversa de Assassino Serial
Mesa de Saloon
Maldito Hippie Sujo
O Último Bar
Sujeito Amargo
Taberneira, Traga O Gin
Todo ódio da vingança de Jack Buffalo Head
Ela Roubou Meu Caminhão
Estamos Todos Bêbados
Interceptor V6


Tokio Marine Hall

Data: 10/04/22

Horário: 20h

R. Bragança Paulista, 1281 - Várzea de Baixo