Resenha de Show

The Mist, Enterro, As Dramatic Homage e Hicsos mostram que os headbangers mantêm a chama do metal viva no Rio de Janeiro

The Mist em apresentação na Areninha Carioca Hermeto Paschoal em Bangu, Rio de Janeiro

Daniela Barros/Headbangers News

The Mist em apresentação na Areninha Carioca Hermeto Paschoal em Bangu, Rio de Janeiro

Neste sábado(02), Bangu, bairro da Zona Oeste Carioca, recebeu a grande The Mist,  banda clássica de Minas Gerais, que é formada por Wladmir Korg(vocal), Jairo Guedz(guitarra), Wesley Ribeiro(baixo) e Cristiano Salles(bateria). Eles vieram ao Rio comemorar os 30 anos de carreira, no Caos AndMagik Drink Fest. O evento ainda contou com os shows dos grupos As Dramatic Homage, Hicsos e Enterro, na abertura.
A noite estava incrivelmente agradável, já que o bairro é conhecido pelos cariocas como sendo quente. A Areninha Carioca Hermeto Paschoal é um local de fácil acesso, pois fica perto de uma praça, com ponto de ônibus próximo e vias movimentadas, o que facilita toda a locomoção. Sem contar que a área de shows tem um bom sistema de condicionado, melhorando ainda mais o local.
Houve uma boa presença de publico no evento, que foi produzido pela Be Magic, Rato no Rio, Heavy Drink e Crossfest. Sempre o fator que mais me preocupa no Rio de Janeiro é a presença do público. E eles estão de parabéns, pois o comparecimento foi muito bom.
A primeira banda da noite a se apresentar foi o As DramaticHomage, banda formada por Alexandre Pontes(guitarra e vocal), Leonardo Christianes(teclado), Guilherme(bateria), Carlos(baixo) e Pedro(guitarra) e com seu som atmosférico, progressivo e extremo. A banda começou com pé direito, abrindo os trabalhos com a música “Consternation”. O grupo mostrou como seu som está no momento, as músicas mais antigas foram tocadas e todas foram muito bem recebidas pelo público. Eles vêm testando uns backing vocals mais agressivos, sendo proferidos pelo tecladista Leonardo Christianes. Posso dizer que está funcionando de forma ímpar. Esse é o momento deles, prestem ainda mais atenção no As DramaticHomage, pois eles tem muita qualidade, com certeza!
A banda que viria logo depois é o clássico Hicsos, que comemorava 26 anos de carreira e lançava o seu mais novo DVD, 26 Years Of Thrash Violence. Era também a estreia do novo guitarrista da banda, um menino de 19 anos e que segurou a base como gente grande, o Bruno. Alexandre Carreiro, sustentava a outra guitarra, Marcelo Ledd, na bateria e Marco Anvito, no baixo e vocal. O Hicsos mostrou o porquê merece ser considerada um clássico do Thrash Metal Nacional. Com riffs precisos em todas as músicas tocadas, um set variado e com diversos sons, com destaque para a movimentação do baixista/vocalista Marco Anvito. Sempre de um lado pra outro, pulando e detonando, a bateria do Marcelo estava incrível também. Hino Nacional Brasileiro foi um dos clássicos que levantaram a galera que estava na Areninha no sábado, foi incrível.
A próxima banda que se apresentou foi o Enterro e seu black metal visceral e sempre direto ao ponto. Alex Kaffer(baixo/vocal), China e Donida(guitarras) e M. Kult(bateria) subiram ao palco munidos de um som poderoso e direto. O vocal de Alex Kaffer é de uma força inacreditável, o grupo conta com duas guitarras altamente competentes e experientes, pois ambos passaram pelo Matanza. A bateria de M. Kult é sempre um show a parte, precisão e peso garantidos. O show teve um setlist abrangendo toda a carreira da banda, mas uma surpresa rolou e foi ótima: subiu ao palco Jairo Guedz, do The Mist, para se unir a banda e tocar “Bestial Devastation”, clássico do Sepultura. Foi um grande momento e que abrilhantou ainda mais toda a apresentação da banda.
Depois disso, teríamos a história do Metal Nacional em palco, o The Mist subiu e detonou clássicos dos álbuns “The HangmanTree” e “Phantasmagoria”, dois discos que sempre foram à frente o seu tempo. Eles não deixaram por menos, todos estavam com muita energia e simpatia no palco.
O The Mist nos deu uma aula de metal, músicas como “Scarecrown”, “Peter Pan Against The World” e muitas outras foram tocadas, um show inesquecível e mostrando toda sua força, consolidando que nosso metal brazuca tem muita qualidade. Uma noite que ficará para história.
Depois do show, ainda tive a chance de trocar uma ideia rápida com o pessoal da banda e o clima estava incrível, de festa e muito orgulho. Parabéns a toda a produção do evento, que fez da noite incrível e muito bom saber que, a Zona Oeste faz o Metal Nacional no Rio de Janeiro viver muito bem. Obrigado.


Areninha Carioca Hermeto Paschoal

Data: 02/11/19

Horário: 18h

Praça Primeiro de Maio - Bangu

Continua depois da publicidade