Entrevistas

Bruno Añaña (Postmortem Inc): “Já estamos trabalhando em novos sons que pretendemos lançar em breve”

Kevin Juarez/Divulgação

Formada em 2004, na cidade de Pelotas (RS), Postmortem Inc é um banda de death metal com formato de quarteto. Em seu trabalho de estúdio mais recente, The Conqueror Worm (2020), o grupo apresenta um trabalho maduro e consistente.

O site Headbangers News teve o prazer de conduzir uma entrevista com o grupo e dentre os temas tratados, estão influências, composição, planos, dentre outros. Confira!

Olá! Como você está? Para começar a entrevista, gostaria que você apresentasse o Postmortem Inc e falasse um pouco sobre o início da banda.

Olá, tudo bem? Primeiramente, muito obrigado ao Headbangers News por nos ceder o espaço. Postmortem Inc hoje é formada por Bruno Añaña (guitarra & voz), Mou Machado (guitarra), Douglas Veiga (bateria) e Juliano Pacheco (baixo). A banda iniciou em 2004 com o intuito de tocar Death e Thrash Metal e com o tempo foi focando exclusivamente no Death Metal. Em 2010 a banda estabilizou-se com a atual formação, tendo já lançado dois EPs, um disco full e várias apresentações pelo RS e SC.

Quais são as influências da banda?

Temos como influência central bandas como Deicide, Morbid Angel, Obituary, bem como Cannibal Corpse, Nile, Bloodbath e afins. Claro que sem esquecer dos nossos conterrâneos do Krisiun, grande influência.

Como é o processo de composição das músicas do Postmortem Inc?

Variado, há momentos em que diferentes membros da banda se juntam pra compor, bem como existem músicas compostas individualmente. Depois reunimos o material on-line e discutimos eventuais mudanças.

The Conqueror Worm é um álbum bastante consistente. Como você descreveria a atual fase da banda comparada com o que a banda fez nos primeiros trabalhos de estúdio?

Acreditamos que houve um amadurecimento grande em termos de composição, assim como execução e também produção, já que a produção dos discos sempre foi nossa. ‘The Conqueror Worm’ ainda apresenta alguns elementos das primeiras composições da banda, mas os anos de estrada e maior experiência nos permitiram adicionar novas influências ao repertório, deixando assim o som mais interessante e consistente.

Como você descreveria a cena metal da cidade natal da banda?

A cena sentiu bastante o impacto da pandemia, basicamente tudo está em stand by até que retornem as atividades normais. Claro que também surgiram outras oportunidades como por exemplo as lives solidárias e outros eventos on line dos quais já participamos de alguns. Em Pelotas a cena sempre foi bastante diversificada, contando com vários estilos musicais, do metal ao punk, sempre com o apoio do Marcelo Rubira e estúdio Bokada que é o principal movimentador do underground pelotense, promovendo vários eventos com bandas de todos os lugares.

Quais são os planos do Postmortem Inc para o futuro?

Temos planos ambiciosos, com a pandemia não houve possibilidade de divulgar o disco ao vivo, então um dos planos é viajar pelo Brasil inteiro divulgando o nosso material. Também já estamos trabalhando em novos sons que pretendemos lançar em breve.

Em nome do site Headbangers News, agradeço pela disponibilidade. Fique à vontade para deixar uma mensagem aos leitores.

A postmortem Inc gostaria de agradecer ao Headbangers News pela oportunidade de divulgar o nosso trabalho e convidar a todos os headbangers que acompanham o site a conferirem o nosso som e nos seguirem nas nossas redes sociais https://linktr.ee/POSTMORTEM.INC

Um forte abraço a todos!