Notícias

Blitz lança single em parceria com João Suplicy

Ale Ruaro/Divulgação

Neste dia 25 de julho chega às plataformas digitais “Terror da vizinhança”, novo single da Blitz. A novidade é a primeira parceria entre Evandro Mesquita e o amigo João Suplicy.

“Na pandemia mandei a letra para o João e ele fez a música. É uma canção que faz um resgate de memórias afetivas da infância e adolescência com uma pegada bem rock´n´roll”, conta Evandro.

Um pouco de história

Em 1982 a lona foi esticada sobre o Arpoador. Surgiu um espaço multicultural e democrático conhecido como Circo Voador. Naquele palco praiano nasce a Blitz. Em julho daquele ano a banda gravou o compacto ‘Você não soube me amar’.

Em três meses o compacto vende 100 mil cópias e atinge a marca de um milhão de cópias vendidas em plena crise da indústria fonográfica. Na sequência, lança o primeiro LP ‘As Aventuras da Blitz’, com venda mais impressionante que a do compacto.

A Blitz era inclassificável. Com sua origem no grupo teatral Asdrúbal Trouxe o Trombone, o grupo ganha capas de revistas importantes como Veja, Manchete e Isto É. Evandro & Cia arrombaram as portas do Rock Brasil, a MPB nunca mais seria a mesma. O sucesso da banda mudou o panorama das rádios e das gravadoras do Brasil. A banda fez grandes shows em ginásios e estádios, e invade espaços como o extinto Canecão, onde batia recordes com a juventude do Rio se vendo no palco, representada pela Blitz.

Duas apresentações merecem destaque: no primeiro Rock In Rio, em 1985 e na Praça da Apoteose, em 1984, quando foi o primeiro grupo a se apresentar naquela palco para mais de 50 mil pessoas.

A formação atual da Blitz é Evandro Mesquita (vocal, guitarra e violão), Billy Forghieri (teclados), Juba (bateria), Rogério Meanda (guitarra), Alana Alberg (baixo), Andréa Coutinho (backing vocal) e Nicole Cyrne (backing vocal).

Ouça aqui “Terror da Vizinhança”:

Letra de “Terror da vizinhança”:

EU CANTO E TOCO DESDE CRIANÇA

ERA O TERROR DA VIZINHANÇA

SEMPRE TIVE PEDRAS NO SAPATO

CHUTEI MUITA BOLA PRO MATO

FIQUE TRANQUILA NÃO SE ZANGUE

JÁ TENTARAM BEBER MEU SANGUE

 

QUANDO É QUE VOCÊ VEM?

I CAN’T STANDING IN THE RAIN…

SERÁ QUE VOCÊ JÁ ESQUECEU TUDO QUE HOUVE ENTRE VOCÊ E EU?

 

ÉRAMOS IMORTAIS E INVENCÍVEIS

VIVENDO AMORES IMPOSSÍVEIS

VOCÊ ERA TUDO QUE EU QUERIA

A GENTE ERA POBRE E NÃO SABIA

 

ESCUTE O QUE EU VOU DIZER

AS CANÇÕES DE AMOR QUE EU TROUXE

 

NAO FORAM FEITAS PRA VOCÊ… MAS SÃO COMO SE FOSSE

NAO FORAM FEITAS PRA VOCÊ… MAS SÃO COMO SE FOSSE…  VAI!

 

A MAIOR PARTE DO TEMPO

TENTO MANTER A CONCENTRAÇÃO

A MAIOR PARTE DO TEMPO TENTO MANTER OS MEUS PÉS NO CHÃO

 

A MAIOR PARTE DO TEMPO TENTO MANTER. A CONCENTRAÇÃO

A MAIOR PARTE DO TEMPO TENTO MANTER MEUS PÉS NO CHÃO