Notícias

Chaosfear lança novo single e lyricvideo

Mesmo com todas as dificuldades que estamos passando por conta da pandemia, casas fechadas, shows presenciais cancelados e/ou adiados, o Chaosfear não parou, e não vai parar!

Foram lançamentos de singles – incluindo “Toxic Waltz” com a participação de Steve ‘Zetro’ Souza (vocalista do Exodus) -, álbum novo, videoclipes, vídeos, lives e shows virtuais, como por exemplo, a Live Autoral no Manifesto Bar, em São Paulo/SP no final de agosto e, mais recentemente,  ganhando através de um concurso, a chance de abrir a live/show Rockfunfest, com as bandas Made In Brazil, Oitão, Shaman e Krisiun.

Aproveitando essa fase criativa, o Chaosfear lançou agora um novo single para a faixa “From No Past”, seguido de lyric video criado pelo músico, amigo e fã da banda, Léo B. Muniz. Esse single contém como b-side, uma versão editada da faixa que dá título ao novo álbum da banda, “Be The Light In Dark Days”, e se encontra disponível em formato streaming.

“Além de ser amigo pessoal dos caras, sou muito fã da banda e desde a pausa na carreira eu torcia pelo retorno deles à ativa. Sei bem o trabalho que tiveram para essa volta e todos os percalços que passaram para chegar no ponto que estão. Sobre a “From No Past”, é a típica faixa que você fecha os olhos, sente a música e começa a bater cabeça é porque o som é muito bom, o que o Chaosfear sempre primou em ser. A energia, o riff e a composição dela como um todo são absurdamente fortes. Mesmo na parte mais lenta te faz criar mais força te preparando para o que está por vir. Escuto bastante ela quando estou treinando na academia e coloco até mais peso para levantar (risos). Ao final da letra diz “vem a tempestade”, e para mim vem em forma de energia positiva, de seguir adiante sem olhar para trás. Foi o primeiro lyric video que fiz e estou bastante contente que a banda gostou ao ponto de oficializarem-no! Muito obrigado!” Leo B. Muniz

O mais recente álbum completo de estúdio do Chaosfear“Be The Light In Dark Days”, foi lançado em junho e conta com 7 faixas densas e melancólicas, alternando passagens ora sombrias e cadenciadas, ora velozes e cheias de ‘punch’, com uma produção robusta e moderna, dando ênfase ao mais puro peso do Thrash Metal contemporâneo. As palhetadas abafadas, riffs em profusão, agressividade e brutalidade ímpar se elevaram de tal forma que a zona de conforto dentro da banda já não era uma opção.