Notícias

David Ellefson, baixista do Megadeth, é acusado de pedofilia

David Ellefson, baixista da lendária banda de thrash metal Megadeth, está sendo acusado por meio de diferentes redes sociais de pedofilia, assédio e interação sexual e romântica com menores.

De acordo com uma conta do Instagram de um usuário de pseudônimo @woahworst, o músico teria começado um relacionamento com sua amiga desde quando a mesma tinha apenas 17 anos, por meio de vídeo-chamadas – atualmente a garota está com 19 anos. Segundo a conta no instagram, o rapaz afirma ter  vídeos que comprovam suas afirmações, incluindo um em que Ellefson aparentava se masturbar e relata que David costuma enviar fotos não solicitada aos fãs.

Uma conta no Twitter, de um usuário do @cliff95629299, vazou vídeos nos quais Ellefson aparece se masturbando e fazendo gestos obscenos para a moça.

Veja abaixo os prints que a conta @woahworst publicou no stories do instagram, que foi postado na madrugada desta segunda-feira:

Reprodução Instagram

Pouco tempo depois, a garota com quem David supostamente teria se envolvido, chamada Daphne, postou no Instagram sua versão dos fatos, com o usuário de @edaphosauruses. Logo pela manhã, após a postagem da garota, David Ellefson veio a público se manifestar, postando em suas contas redes sociais o relato da garota e se defendendo:

“Queridos fãs e amigos,

Como vocês devem ou não saber, algumas conversas e interações privadas e pessoais surgiram online, divulgadas com má intenção por uma terceira pessoa que não estava autorizada a tê-las ou compartilhá-las. Embora certamente seja embaraçoso, quero abordar isso da forma mais aberta e honesta possível. Por mais que não seja algo de que eu me orgulhe, essas interações privadas e adultas foram tiradas do contexto e manipuladas para infligir o máximo de dano à minha reputação, à minha carreira e à minha família. A outra parte envolvida fez uma declaração que você pode ver abaixo. Agradeço por ter feito isso e espero que isso esclareça que a situação não foi como a apresentada”

Até o momento dessa nota, nenhum membro do Megadeth se manifestou.

Reprodução Instagram

Segundo o comunicado que supostamente seria da garota, estaria escrito o seguinte:

“Eu sou a garota que as pessoas estão comentando nas postagens sobre David Ellefson no momento e eu só quero dizer meu lado da história, porque as pessoas estão compartilhando desinformação e a situação está saindo do controle sem veracidade. Sim, aquelas chamadas de vídeo aconteceram, mas fui eu que as iniciei e eu não era menor de idade, sempre foi um consentimento adulto.
Nada inapropriado aconteceu antes disso. Tudo foi consensual, eu não sou uma vítima e não fui minimamente assediada porque fui eu quem começou.
Fui ingênua o suficiente de gravá-lo e compartilhar com um amigo sem sua permissão. No final, tudo foi consensual e online.
Não sei como isso chegou a este ponto, porém muitas informações estão sendo deixadas de fora pelas pessoas que propositalmente tentam prejudicá-lo.
Eu gostaria de pedir a qualquer pessoa que está compartilhando esses vídeos pessoais privados ou qualquer desinformação a respeito que, por favor, parem.”

Reprodução Instagram