Notícias

Eminence confirmado como uma das atrações do Rock in Rio

Henrique Gualtieri/Divulgação

A banda mineira Eminence, formada por Bruno Paraguay (vocal), Alan Wallace (guitarra), Davidson Mainart (baixo) e Alexandre Oliveira (bateria, The Troops of Doom), foi confirmada para se apresentar no Rock in Rio, onde tocará no Palco District no dia 2 de setembro, ao lado de Oitão, Sioux 66 e Noturnall. “Foram dois anos longe dos palcos e estamos extremamente felizes pelo convite. É uma honra poder dividir o palco com as bandas Oitão, Sioux 66, Noturnall e no mesmo dia que Iron Maiden, Dream Theater, Megadeth, Sepultura, Bullet for Valentine, Black Pantera, Devotos, Steve Vai, Living Colour, Metal Allegiance, e poder representar Minas Gerais e o metal nacional em um dos maiores festivais do mundo”, comemorou Alan Wallace. “Além de ser o show de lançamento oficial do novo álbum, ‘Dark Echoes’, também vai ser a estreia do baterista Alexandre Oliveira nos palcos com o Eminence”, acrescentou.

“Dark Echoes”, sexto álbum de estúdio do Eminence, foi produzido pelo dinamarquês Tue Madsen (Antfarm Studios), conhecido por seu trabalho ao lado de nomes como Moonspell, Behemoth, Meshuggah, Rob Halford, Vader, Dark Tranquillity, Kataklysm e outros. “Nós fizemos a pré-produção de ‘Dark Echoes’ durante nove meses consecutivos em 2020, em meio à pandemia, com cada integrante em sua casa”, detalhou Wallace. “Este é o quarto trabalho de estúdio que fazemos com o produtor Tue Madsen. E, de fato, o consideramos como o quinto membro do Eminence.”

A faixa-título, que traz a participação especial do vocalista sueco Björn “Speed” Strid (Soilwork, The Night Flight Orchestra, At the Movies e Gathering of Kings) e de Rodrigo Garcia (Orquestra Mineira de Rock nos Cellos), fala sobre protesto e aborda temas políticos, a desigualdade social, racismo e homofobia. Já o single/clipe “Into the Ashes” traz a presença do tecladista Márcio Buzelin (Jota Quest) no piano e do músico e DJ Marco AS nos samplers. “Wake up the Blind”, por sua vez, conta com a participação especial do guitarrista Jean Patton (Project46).

Veja o clipe de “Wake Up Blind”, filmado, dirigido e editado por Davidson Mainart, em https://youtu.be/XPkiNm8kTq0

A pré-produção de “Dark Echoes” teve início em abril de 2020 durou nove meses consecutivos, com cada integrante trabalhando de forma remota em meio à pandemia. Agora, no entanto, o Eminence finalmente vai poder apresentar o trabalho nos palcos. “É uma honra participar novamente do Rock in Rio! Esta será a terceira vez que do Eminence em um dos festivais mais importantes do mundo. E, claro, depois de tudo que passamos durante esses anos de pandemia, com dois anos totalmente parados em termos de shows, é um bom início. Depois de tudo que aconteceu com nossas vidas, com a carreira da banda, é muito importante a nossa volta aos palcos no Rock in Rio”, concluiu Wallace.

Agendado para os dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro, o festival Rock in Rio será realizado no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. “Em 2022, o público se reencontrará com dois dos espaços mais queridos da Cidade do Rock. Teremos uma Rock District com atrações já bastante conhecidas pelas pessoas, que estão preparando shows inéditos e descontraídos que contam um pouco mais sobre seus gostos pessoais, praticamente um lado B de suas carreiras. Já a Rock Street será diversa e multicultural, em uma verdadeira homenagem ao Mediterrâneo. A cenografia será rica de elementos e detalhes que representam os países da região”, concluiu Marisa Menezes, diretora artística da Rock District e da Rock Street.

Para ouvir o álbum “Dark Echoes”, acesse: https://linktr.ee/eminenceband

Formação:
Bruno Paraguay (vocal)
Alan Wallace (guitarra e synths)
Davidson Mainart (baixo)
Alexandre Oliveira (bateria)

Discografia:
Faces (EP, 1997)
Eminence (EP, 1998)
Chaotic System (1999)
Humanology (2003)
The God of All Mistakes (2008)
Live Conexao Vivo (ao vivo, 2012)
The Stalker (2013)
Minds Apart (EP, 2018)
Dark Echoes (2021)

Bio
Eminence foi criado em 1995, em Belo Horizonte (MG), pelo guitarrista Alan Wallace. No mesmo ano, gravou a primeira demo-tape “Hunger”, que marcou a cena underground mineira. Após vários shows pelo estado de Minas Gerais, o grupo começou a ganhar visibilidade e foi convidado a participar do festival “Skol Rock”, em 1997. Após esse show, o nome Eminence só cresceu e, por consequência, o grupo realizou aberturas para Mercyful Fate, Motörhead e Destruction. Rodaram o mundo com turnês e shows que passaram pela Colômbia, Nova Zelândia, Estados Unidos, Suriname e China. Já se apresentaram em duas edições do “Rock in Rio” (2015 e 2019) e no Festival Woodstock na Polônia, em 2015.

Sites relacionados:
https://rockinrio.com
https://linktr.ee/eminenceband

Mídias sociais:
@eminenceband
@rockinrio