Notícias

Memory Remains: 41 anos de “In Through the Out Door”, o canto do cisne do Led Zeppelin

Em 15 de agosto de 1979, o LED ZEPPELIN lançava seu oitavo álbum, e na prática o último da carreira (não estamos considerando “Coda“, que foi lançado depois que a banda se dissolveu). Hoje é dia de falarmos sobre “In Through the Out Door“, que fechava o ciclo de uma das maiores bandas de Rock da história e que abre no nosso novo quadro “Memory Remains“, aqui na HEADBANGER NEWS.

Era o terceiro lançamento pelo selo criado pela própria banda, a “Swan Song Records“. E se em “Presence“, o álbum anterior, o clima entre a banda era bastante conturbado e com Robert Plant se recuperando de um acidente automobilístico, no aniversariante do dia, o clima estava ainda mais tenso: Jimmy Page completamente viciado em heroína e pouco inspirado, tendo os teclados de John Paul Jones entrando em ação e sobressaindo sobre os acordes de guitarra. Além de Page. O baterista lutava contra o vício em álcool e por vezes não aparecia no estúdio.

A capa é outra curiosidade a parte: a parte externa era produzida de maneira a se assemelhar com uma embalagem de papel pardo, bem típico às capas de alguns bootlegs. Elas eram embaladas e tinham o título estampado em borracha, enquanto que a capa interna era completamente branca, mas se lavado com água, ficava colorida. Haviam também seis capas diferentes, com um par diferente de fotos, na parte interna, com a mesma capa simulando ser um papel pardo e a pessoa que comprava uma cópia não saberia qual par de fotos encontraria na parte interna.

In Through the Out Door” é marcado também por uma sonoridade bem heterogênea, em que estilos como o Reaggae e o Country foram incorporados ao estilo da banda, distanciando-a ainda mais dos primórdios. O quarteto se trancou no “Polar Studios”, em Estocolmo, Suécia, entre os meses de Outubro e Novembro de 1978, tendo Jimmy Page assinando a produção, Vamos destrinchar cada uma das sete faixas.

In the Evening” abre o álbum e aqui temos uma música que percorre por estilos como o Southern e o Country, além de um belíssimo solo de guitarra. “Sound Bound Saurez” conta com os teclados de John Paul Jones em uma música em que o blues domina tudo.

Fool in the Rain” traz novamente os teclados como carro chefe, mas desta vez eles sobressaem às guitarras de Jimmy Page, como destacamos no início deste textro. Nesta faixa temos até inclusão de elementos de música latina, o que a deixa cansativa. “Hot Dog” é um Country Rock bem divertido. Uma das minhas faixas preferidas deste play. E mais uma vez os teclados ditam o ritmo e aqui eles caíram muito bem.

Se você está no vinil, é hora de virar o disco e temos a longa e psicodélica “Carouselambra“, talvez a mais Rock and Roll de todo o disco. Temos os teclados e os sintetizadores direcionando tudo, como é a proposta do play, mas também um retorno do baterista John Paul Jones a sua boa forma, com direito a viradas fenomenais. Ainda que no meio, eles inventem de colocar ritmos dançantes, deixando a música cair de rendimento.

Chega uma das minhas faixas favoritas de toda a carreira do LED ZEPPELIN: “All my Love“. Foi uma das primeiras que eu ouvi e eu simplesmente gosto muito da melancolia que essa música traz e de certa forma, ela é densa em determinados momentos. A letra foi escrita por Plant em homnagem ao seu filho, morto pouco tempo antes. Só o solo que poderia ser feito por Page em sua guitarra e não no sintetizador. Mas o cara não estava bem, a gente releva.

I’m Gonna Crawl” encerra o play com um blues bem calmo e aqui o destaque é para a excelente performance de Robert Plant. E após 42 minutos temos um álbum que, se não pode ser colocado na galeria dos melhores já lançados pela banda, tem a sua importância, com alguns bons momentos.

O aniversariante de hoje foi um grande sucesso comercial, sendo premiado com Disco de Ouro na Argentina, Platina no Reino Unido, Duplo Platina na Austrália e seis vezes Platina nos Estados Unidos. Alcançou a posição de número 1 nos charts do Canadá, Reino Unido e na “Billboard 200”; 3º na Austrália; 5º na Espanha; 7º na França; 12º na Itália; 14º na Noruega; 15º na Áustria; 17º na Suécia e asism sucessivamente, fechando um ciclo de maneira muito honrosa. O LED ZEPPELIN merecia este capítulo final em sua história, ao menos no que tange a sua formação original. Os caras não são cultuados a toa.

In Through the Out Door – Led Zeppelin

Data de lançamento – 15/08/1979

Gravadora – Swan Song Records

Tracklist:

01 – In the Evening

02 – Shout Bound Suarez

03 – Fool in the Rain

04 – Hot Dog

05 – Carouselambra

06 – All my Love

07 – I’m Gonna Crawl

Lineup:

Robert Plant – Vocal

Jimmy Page – Guitarra

John Paul Jones – Baixo/ Teclado/ Sintetizadores

John Bonham – Bateria