Notícias

Morre Ciro Pessoa, um dos fundadores dos Titãs; ex-esposa afirma que ele contraiu coronavírus

O rock nacional perdeu na madrugada desta terça-feira (05) mais um dos seus representantes ilustres, o músico Ciro Pessoa, que participou da fundação dos Titãs. A ex-esposa do artista, Isabela Johansen, confirmou nas redes sociais que ele, que se submetia a um tratamento oncológico, não resistiu após contrair o novo coronavírus (Covid-19).
Amigos e ex-colegas de banda lamentaram a morte atráves de mensagens pelas redes sociais.
Os trabalhos mais recentes de Ciro Pessoa foram com a banda Flying Chair.

É com tristeza e amor eterno que venho aqui dizer que meu ex-marido, Ciro Pessoa, pai da minha filha e enteado amados,…

Publicado por Isabela Johansen em Terça-feira, 5 de maio de 2020

Ver essa foto no Instagram

Hoje perdemos Ciro Pessoa, amigo querido e membro da formação original dos Titãs. Muito triste com tudo isso…

Uma publicação compartilhada por Sérgio Britto (@sergiobritto_oficial) em

Ver essa foto no Instagram

…e as notícias ruins não cessam, não param de chegar, a cada manhã um golpe, a destruição do que foi construído, as mortes em sucessão velocíssima. Acabo de saber da morte de Ciro Pessoa, membro importante na formação dos Titãs, amigo constante de convivência e conversação na época. São Paulo era nossa cidade, espaço-lugar para nossa criação e trânsito. Frequentávamos a padaria CPL, ali na João Moura; Ciro sempre com seu casaco verde de brim, Jornal da Tarde embaixo do braço. Ensaiávamos todos os dias e juntos fazíamos os backing vocais: eu, Ciro, Branco, Paulo, Arnaldo, Britto. Algumas das músicas mais emblemáticas dessa fase do nosso repertório tinham sua participação: Sonífera Ilha, Baby Índio, Homem Primata, Dona Nenê. Outras, nunca gravadas, mas tocadas em todos os buracos onde nos apresentamos, fazem parte do ideário new-wave que marcou a pré-história do que vieram a ser os Titãs no Iê-iê: Lilian, a Suja; Johny Cristel… Ele se foi, a vida continua, a música é eterna, e a tristeza me invade. Ciro Pessoa, pessoa única, marcou minha vida.

Uma publicação compartilhada por Nando Reis (@nandoreis) em

Ver essa foto no Instagram

É com muita tristeza que eu recebo a notícia da morte de Ciro Pessoa. Ciro foi articulador e aglutinador ao reunir os amigos em uma banda, foi integrante da primeira formação dos Titãs. É compositor de várias canções da primeira fase, incluindo o grande sucesso, Sonífera Ilha, que eu cantei depois que ele deixou o grupo. Trabalhamos juntos anos antes dos Titãs, em bares como O Café Teatro “A Pulga”, no centro de SP. Tocar na noite foi uma escola, e lá aprendemos muito juntos. Ciro foi uma inspiração, com quem dividi os sonhos do princípio da carreira. E continuará presente cada vez que eu cantar esses versos: “descansa meus olhos, sossega minha boca, me enche de luz”.

Uma publicação compartilhada por Paulo Miklos (@miklospaulo) em