Notícias

Samsung Mostra Blues & Rock dá enfoque ao protagonismo das mulheres em uma programação de exposições, masterclasses e pocket shows

A baterista paraense Juliana Salgado, do grupo paulistano Malvada que ministra a masterclass “Inicialização à música através de demonstração com instrumentos”

Divulgação

A baterista paraense Juliana Salgado, do grupo paulistano Malvada que ministra a masterclass “Inicialização à música através de demonstração com instrumentos”

Fomentando o acesso à cultura, a Samsung Mostra Blues & Rock apresenta uma programação gratuita com foco nesses gêneros musicais. As primeiras atividades confirmadas colocam uma lupa sobre a presença feminina nos palcos, backstages e produção, enfatizando o protagonismo das mulheres em todos os segmentos. Entre os dias 1º de junho e 4 de julho, o público terá acesso aos trabalhos de artistas como a baterista paraense Juliana Salgado, do grupo paulistano Malvada que ministra a masterclass “Inicialização à música através de demonstração com instrumentos”. Integrante da mesma banda, a guitarrista Bruna Tsuruda realiza pocket shows nas duas unidades dos CEUs, Taipas e Carrão. Para completar a programação, o fotógrafo paulistano André Velozo apresenta a exposição “Mulheres no Blues e Rock”, além de liderar uma masterclass sobre Fotografia na Música. Confira a programação completa aqui.

“O objetivo da masterclass é incentivar as pessoas a buscarem um pouco mais de conhecimento musical, além de plantar uma sementinha sobre o interesse das mulheres pela música. Eu quero mostrar que, sim, é possível uma mulher tocar um instrumento e conhecer muito sobre ele”, conta Juliana Salgado. A instrumentista integra o quarteto Malvada, confirmado na Rock District da nona edição do Rock in Rio 2022, e, agora, leva ao público um pouco da sua experiência: “Vejo como algo essencial essa representatividade para as pessoas verem que as mulheres também podem viver de música. Eu me sinto muito honrada em participar desse evento tão importante”.

Pautada pela troca com o público, a Samsung Mostra Blues & Rock também é pensada para dar oportunidades a artistas independentes. “Eu vim de Belém do Pará e a Malvada foi criada no começo de 2020, quando a Bruna Tsuruda, que vai se apresentar nos pocket shows da Mostra, me convidou para fazer parte do grupo. Somos uma banda de rock autoral e nacional formada por mulheres, já gravamos nosso primeiro disco e vamos tocar no Rock in Rio neste ano, então estar neste lugar de inspiração e passar nossa experiência para o público é muito potente”.

Realizada pelo Instituto Dançar, a Samsung Mostra Blues & Rock é apresentada pelo Ministério do Turismo através da Secretaria Especial da Cultura e, em breve, irá divulgar os detalhes da segunda etapa da programação.

CEU Taipas 
Exposição Mulheres no Blues e Rock, de André Velozo
1 a 15 de junho

Masterclass “Inicialização à Música”, com Juliana Salgado
7 de junho, terça-feira, às 16h
8 de junho, quarta-feira, às 15h

Pocket Show com Bruna Tsuruda (banda Malvada)
9 de junho, quinta-feira, às 15h
10 de junho, sexta-feira, às 15h

Masterclass “Fotografia na Música”, com André Velozo
7 de junho, terça-feira, 15h

CEU Carrão
Exposição Mulheres no Blues e Rock, de André Velozo
20 de junho a 4 de julho

Masterclass “Inicialização à Música”, com Juliana Salgado
22 de junho, quarta-feira, às 20h30
24 de junho, sexta-feira, às 19h

Pocket Show com Bruna Tsuruda (banda Malvada)
23 de junho, quinta-feira, às 19h
24 de junho, sexta-feira, às 19h45

Masterclass “Fotografia na Música”, com André Velozo 
23 de junho, quinta-feira, 19h30

Serviço:
Samsung Mostra Blues & Rock 2022
Data: de 1º de junho (quarta-feira) a 5 de agosto (sexta-feira)
Local: CEU Taipas e CEU Carrão
Endereço:
CEU Taipas: R. João Amado Coutinho, 240 – Conj. Res. Elisio Teixeira Leite, São Paulo/SP
CEU Carrão: Rua Monte Serrat, 230 – Tatuapé, São Paulo/SP
Entrada gratuita

 

Sobre o Instituto Dançar
As atividades do Instituto Dançar se iniciaram em 2003, a partir do anseio do grupo Dançar Marketing de atuar em prol dos interesses da comunidade. Inicialmente sob o nome de Dançar Comunidade, em 2008 a organização social passou a se chamar Instituto Dançar, atuando em compromisso com o desenvolvimento social, a democratização da cultura e a acessibilidade.

Ao longo de sua trajetória, o Instituto Dançar promoveu mais de 400 eventos gratuitos, atendendo cerca de 500.000 mil crianças e adolescentes em iniciativas sociais, além do público geral, em diversos projetos concebidos sob medida para empresas como AstraZeneca, Droga Raia, Grupo Ultra, Nestlé, Samsung, Visa, entre outras.

Enxergando as artes e o entretenimento como poderosas ferramentas de transformação da sociedade, o Instituto Dançar também passou a prestar consultorias e fazer a gestão de programações culturais para empresas interessadas em beneficiar as comunidades onde atuam. Seus principais clientes de consultoria socioculturais e políticas de patrocínios incluem marcas como Ambev, Deloitte, IBM, Libbs Farmacêutica, Roche, Vale e Volkswagen.