Notícias

Scars anuncia um novo guitarrista

Os thrashers paulistanos do Scars tem o prazer em anunciar o experiente guitarrista Ricardo Lima como seu guitarrista solo perfeito para ocupar a vaga recentemente deixada por Thiago Oliveira, que saiu amigavelmente por conta de outras atividades profissionais.

Ricardo Lima, 47 anos, nascido na cidade de Santos, litoral de São Paulo, tem o ecletismo dentro do Metal como fonte de crescimento em seu instrumento e, por conta disso, atualmente faz parte das bandas Tosco (Crossover/Hardcore), Chemical Disaster (Death/Thrash Metal), Tailgunners (Heavy Metal) e o projeto internacional Putrid Hope (Death Metal). Em seu currículo também contam passagens por bandas como por o Vetor, Front Attack Line e Violent Vision. Com mais de 30 anos de carreira, tem em sua discografia muitos álbuns e trabalhos lançados, chegando inclusive a ser confirmado como guitarrista na banda solo de Dennis Stratton, guitarrista original do Iron Maiden, numa série de shows pelo Brasil que celebraria os 40 anos do primeiro álbum da Donzela de Ferro, se não fosse a pandemia de #Covid19 que atrapalhou os planos de todo mundo.

A relação de Ricardo Lima com o Rock/Metal vêm desde os quatro anos de idade, quando escutava discos do Queen e Beatles com o seu irmão dez anos mais velho. “Ele ia muito na Galeria do Rock e sempre voltava com discos do Iron Maiden, Black Sabbath e eu curioso, adorava as capas e muito mais o som”, completou Ricardo. Com as bandas que tocou e gravou, chegou a abrir shows de bandas como o SepulturaCJ RamoneDog Eat DogAngelus Apatrida, etc, ou seja, experiência de sobra para elevar ainda mais a sonoridade do SCARS para patamares nunca antes alcançados com muita dedicação, trabalho e prioridade!

Rogério Del Vecchio/Divulgação

“Gostaria de agradecer ao Régis e ao Alex pela oportunidade de fazer parte dessa que é uma das grandes bandas do Brasil na minha opinião. Fazer parte do time que têm e um dia já teve excelentes músicos em suas fileiras, poder tocar primorosas faixas como “Sad Darkness Of The Soul”, “The 72 Faces Of God”, “Hidden Roots Of Evil” e tantas outras, será um enorme prazer! Mal posso esperar toda essa pandemia acabar para fazer uns sons ‘pra valer’ com esses caras! Alex, Régis, João e Mitché, faremos um barulho enorme juntos”, comentou Ricardo Lima

“Eu já conhecia o Ricardo há algum tempo através das redes sociais, de seus trabalhos lançados e vídeos postados. Por conta disso, começamos a nos interagir nessas publicações e criarmos uma ótima amizade. Após a saída do Thiago, conversei com o Alex sobre o enorme potencial do Ricardo e já combinamos alguns breves testes por vídeo, no qual ele se mostrou muito competente para a função por conta de toda sua técnica e criatividade nas bases e solos. Além dele ser uma pessoa sensacional e disposto a vestir a camisa do Scars de verdade, o que realmente estávamos procurando, uma pessoa que some criativamente”, comentou Régis F.

“O Régis já tinha me chamado atenção de um ‘tal de Ricardo de uma banda chamada Tosco’. Eu conhecia a banda, mas o Ricardo ainda não. Procurei me informar sobre ele e gostei muito da precisão de sua mão direita, bom gosto em timbres, aliados a solos bem virtuosos e limpos. Três características que aprecio muito em um guitarrista de Thrash Metal. O Ricardo é um guitarrista completo e afirmo hoje que o Scars têm a melhor dupla de guitarras em muitos anos”, comentou Alex Zeraib

Rogério Del Vecchio/Divulgação

Mais sobre o SCARS:

Desde o retorno oficial das atividades do SCARS, em 2018, a expectativa por material novo era grande não só por parte dos fãs do quinteto paulistano, como também para os próprios músicos que mergulharam de cabeça nessa volta. Essa espera não demorou muito e dois novos singles, “Armageddon” e “Silent Force”, ambos produzidos por Wagner Meirinho (Warrel Dane, Torture Squad) foram lançados em 2019, saciando pelo menos um pouco a ansiedade de todos até um tão esperado sucessor de grandes trabalhos do passado, como “The Nether Hell” (EP/2005) e “Devilgod Alliance” (2008).

“Predatory”, aclamado como um dos melhores lançamentos do ano passado, também produzido, mixado e masterizado por Wagner Meirinho, possui 11 faixas, sendo 9 delas totalmente inéditas e 2 singles de 2019 como extras, resgatando as principais influências baseadas no tradicional Thrash Metal americano. Riffs marcantes e rasgados, vocais brutais, solos extremamente técnicos, cozinha de muito peso, tudo isso somado a temáticas fortes relacionadas a desenfreada matança de animais, violência, depressão, guerra, religião e tudo que destrói o mundo contemporâneo em todos os sentidos. Mesmo tendo as músicas fazendo parte de um contexto, “Predatory” não é considerado um álbum conceitual e foi lançado em agosto de 2020 via Brutal Records (EUA e Canadá), Proper Music (Europa) e Voice Music (Brasil).

Discografia:

“Ultimate Encore” (Split/1994)
“The Nether Hell” (EP/2005)
“Devilgod Alliance” (Álbum/2008)
“Armageddon” (Single Digital/2019)
“Silent Force” (Single Digital/2019)
“Armageddon On Tour” (Compilação Digital/2019)
“The V8 Sessions: Vol.1” (Live) (Digital/2019)
“Predatory” (Álbum/2020)
“The V8 Sessions: Vol.2” (Live) (Digital/2020)

Formação:

Régis F. – Vocal
Alex Zeraib – Guitarra Base
Ricardo Lima – Guitarra Solo
Marcelo Mitché – Baixo
João Gobo – Bateria

Ouça Scars em:

Spotify: https://open.spotify.com/artist/4FCGqzVWLxkupz86e6bhgJ
YouTube: www.youtube.com/channel/UCVxq9GLRKzsP5CnZ8GcEisw
Soundcloud: https://soundcloud.com/scars-962703119
Bandcamp: https://scars4.bandcamp.com
iTunes | Apple Play | Google Play | Amazon

Mídias sociais:

Instagram: www.instagram.com/scars.thrash
Facebookwww.facebook.com/scars.thrash