Notícias

Vanir revela o lyric video para o novo single ‘Black Clad’

O dia do lançamento do novo álbum do Vanir se aproxima e a banda de death metal melódico de inspiração viking apresenta mais um single digital do disco. “Black Clad” foi a faixa escolhida e vem como uma homenagem ao pilar mais importante da cena metal: os fãs.

“O novo álbum “Sagas” foi escrito e gravado durante a pandemia”, comenta a banda. “”Black Clad” foi escrita tanto como uma homenagem ao deus nórdico da poesia Brage, mas também como uma homenagem aos fãs de metal. Os fãs que apoiam a cena e que serão a espinha dorsal da cena metal ao vivo pós-pandemia. Salve Brage! Salve o Metal!”

“Black Clad” já está disponível como single digital e lyric video, que estreou ontem na página oficial da Mighty Music no YouTube.

 

Das sagas de outrora, aos salões do Valhalla, dos campos de batalha dinamarqueses e germânicos com suas batalhas sangrentas e guerreiros ferozes, os guerreiros dinamarqueses Vanir estão de volta e montaram, sem compromisso, um novo álbum épico, com um fascínio por nossas origens comuns, e o sangue derramado ao longo da história. Poucas bandas têm mais autoridade para fazer isso: Vanir é uma das bandas de death metal melódico viking mais conhecidas e proeminentes da Dinamarca. O grupo, desde o início, lançou cinco álbuns completos muito bem recebidos pela mídia e pelos ávidos defensores do gênero. Mas pode-se dizer, sem muita hesitação, que seu sexto trabalho “Sagas” é o melhor deles até agora.

Escrito e gravado durante a pandemia, mixado e masterizado por Rune Stiassny (Iron Fire, ex-Saturno), “Sagas” tem como tema a mitologia nórdica, mas também tem uma música dedicada a um dos escritores de fantasia mais importantes da história – J.R.R. Tolkien – que se inspirou muito na mitologia nórdica e da Dinamarca. Por outro lado, uma música como “Black Clad”, tem uma faca de dois gumes: é escrita como uma homenagem ao deus nórdico Brage, mas também como uma homenagem aos fãs de metal. Os fãs que apoiam a cena e que serão a espinha dorsal da cena ao vivo no pós-pandemia. Martin Rubini, vocalista do Vanir, comenta: “Durante a pandemia o mundo da música virou de cabeça para baixo, esse álbum tem sido nossa âncora na parte criativa de nossas vidas em um período em que todos os nossos shows foram cancelados e ainda precisávamos ser criativos e fazer o que gostamos, tocar metal. Com “Sagas” continuamos o caminho que traçamos com “Aldar Rök” e “Allfather” e a visão que temos para Vanir”.

Essa é a abordagem do Vanir aos temas em 2021: paisagens sonoras melódicas e ferozes, com cordas líricas ligadas à mitologia e ao paganismo pagão, mas não terminando aí. A arte de “Sagas” retrata isso com uma mistura de várias imagens míticas nórdicas. Inspira-se na ideia de destino e das Nornas, que aqui são interpretadas como um ser singular, exibindo vários aspectos do destino, enquanto entrelaçados em seus fios. Mostra uma imagem elegante e feminina e forte. A arte foi feita pelo baixista Lars Bundvad. “Para este álbum, não escrevi nenhuma música”, explica. “Tendo sido marginalizado devido à pandemia – meu sistema imunológico não é muito robusto – eu queria ir além e me esforçar para a arte. A Norna retrata um personagem feminino forte e um sábio que detém sabedoria e poder. E eu estou muito feliz com o resultado”.

“Sagas” será lançado em CD, LP (duas cores diferentes, cada uma limitada a 300 unidades) e formatos digitais via Mighty Music em 11 de março de 2022.

Formação:
Martin Rubini: vocal
Kirk Backarach: guitarra
Phillip Kaaber: guitarra
Lars Bundvad: baixo
Daniel Kronskov: bateria
Stefan Dujardin: teclado

Webshop:
https://bit.ly/vanir-target

Tine Hviid Roger/Mighty Music