Resenhas

AntiAutoAjuda

Manger Cadavre?

7.0

Manger Cadavre? é uma banda de 2011, formada por Nata Nachthexen, Marcelo Dod, Marcelo Kruszynski e Jonas. Lançaram em 2019 o disco chamado “AntiAutoAjuda”. Quase um EP, 9 faixas. “AntiAutoAjuda” teve prensagem em 1000 cópias de CD, lançado pelo coletivo de selos: Sacrilégio Distro, Crust or Die, Xaninho Discos, Eletric Funeral Records, Vertigem Discos, Terceiro Mundo Chaos, Brutal Grind Records, Metal Island, Manaos Distro, Helena Discos, Resistência Underground e Sertão Attack Records. A quem ouvir de orelhadas, com certeza vai lembrar da banda Oitão. Hardcore rápido e pesado, sem firulas!

Nesse álbum incluíram músicas curtas, de pouco mais de um minuto, como: “Produtos do Medo”, “Fracasso”, “Caminhos de Ferro” e “Hostil”. Recomendo as quatro.

Destaque para o vocal feminino, Nata, com bela voz rasgada e alta. O disco não conta com canções de amor ou baladas, como em outras bandas que separam o protesto com uma suposta música de amor – ou tentativa.

Manger Cadavre? lançou o AntiAutoAjuda, seguido do badalado EP Revide (2017) onde foram mais expostos ás redes sociais. Em parceria com o Desalmado e Family Mob, o Manger estava na estrada e teve sua agenda adiada devido ao Coronavírus.

Percebe-se a clássica banda “nova” de hardcore com influências claras e que quer fazer o seu som, e mostrar a sua arte. Para um disco “quase cheio”, acho que poderiam colocar uma ou outra música com mais tempo de duração, e as outras serem mais trabalhadas.

Os temas são os mais variados em cima da crítica social e urbana, através da exploração. Com frases, como por exemplo, “ousar e agir”, sobrepõe o título do álbum muito bem feito! Colocando o dedo na ferida dessa leva (de geração) em busca da autoajuda.

Junto ao disco, veio o clipe de “Caminhos de Ferro”. Com uma filmagem em preto e branco nas ferragens de um trem. Bem legal! Juntamente com ele, fizeram um mini-documentário da gravação e produção no Family Mob Studio. Aconselho a parar e ouvir o disco, reparar nas letras, na boa produção e apoiar no “pós-COVID” indo aos shows!

Faixas:

  1. Patologia Sistêmica
  2. Produtos do Medo
  3. Fracasso
  4. Caminhos de Ferro
  5. Hostil
  6. Desmascarar as Mentiras
  7. Prefácio
  8. Há Tempo Para os Sonhadores
  9. A Luta Como Cura

Formação:

Nata Nachthexen (vocal)
Marcelo Dod (guitarra)
Marcelo Kruszynski (bateria)
Jonas (baixo)

 

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.

Continua depois da publicidade