Resenhas

Corona Nimbus

Corona Nimbus

8.5

Diretamente de um lugar esquecido no mapa, a banda piauiense Corona Nimbus, lança seu primeiro trabalho autointitulado através da Electric Funeral records. Com arte de capa criado pelo ilustrador Wildner Lima, o disco traz onze faixas com Metal e rock alternativo mesclando ritmos regionais e brasileiros, abordando a dualidade, o bem e o mal, a dádiva de se estar vivo, produzindo e se renovando a cada novo ciclo. O resultado é o de um trabalho de alto nível, melhor até do que o que muita banda estrangeira vem fazendo.

Corona Nimbus é a união de forças distintas dos músicos Júlio Baros e Junior Vieira que apresentam um som com uma pegada stoner rock – para quem gosta de rótulos, este é o estilo que mais podemos encaixar a banda. Nas minhas palavras, é um blend de stoner que passeia entre outros estilos do rock e metal e traz a pitada do nordeste brasileiro. O duo explora nas letras o conceito de dualidade expresso pelos integrantes, usando referências como o yin e yang, o velho e o novo, o pesado e o leve, calor do deserto e o frio das profundezas oceânicas, assim, trazendo à tona também através desses elementos, o lado mais íntimo, o desejo mais profundo e verdadeiro do ser humano.

A banda criou um álbum inovador, unindo os conceitos citados acima com o instrumental moderno que representa muito bem o metal nacional. Corona Nimbus merece destaque por apresentar alguns pontos que chamaram minha opinião e considero relevante. A arte da capa do álbum e dos singles lançados me chamou atenção pela originalidade, gostei do uso das cores quentes e as referências ao Nordeste em todos os trabalhos. Apesar de soar como outras bandas nacionais do estilo, Corona Nimbus não faz um estilo “puro”de stoner rock, conseguiram mesclar muito bem com outros estilos e referências.

Vale citar que o Corona Nimbus (única representante do Piauí) é semifinalista do concurso, no qual o vencedor além de fechar contrato com a Sony Music Brasil vai subir ao palco para apresentar-se em um dos maiores festivais da Europa, o NOS ALIVE em Lisboa, Portugal. Para chegarem à etapa final numa apresentação ao vivo em São Paulo a banda precisa do maior número de votos possível. VOTE AQUI.

Formação:

Júlio Baros (guitarra e voz)
Júnior Vieira (guitarra)
Arthur Moreira (baixo)
Lucas di Matos (bateria)

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.