Resenhas

Death At The Cash Machine

CRUX

8.0

A banda de rock progressivo Crux é baseada em Newcastle e explora o caos da vida moderna através de seu novo EP 'Death At The Cash Machine'.

Composto por seis faixas, este EP traz combinações de metal, punk e rock industrial – além do rock progressivo que é o que se sobressai.

Repleto de referências satíricas locais (o personagem central de Radgie Gadgie e a narrativa completa de Bigg Market) – para nós, temos que pesquisar um pouco para entender as referências. Confira a faixa “Slaving Away”,com o tema do capitalismo introduzido pela primeira vez no Bigg Market, e justapõe letras niilistas com um estilo surf rock leve de grande efeito e a faixa “Radgie Gadgie”, outra fatia do lado obscuro da sociedade, voltada para o personagem. Estilisticamente interessante, parece uma fusão de ska-punk com rock progressivo.

O EP é um retrocesso interessante e moderno à capacidade punk do final dos anos 70 de tirar o fôlego das normas culturais atuais usando referências de humor e riffs descartáveis, todos projetados para camuflar comentários culturais contundentes. Excelente.

Com o ‘Death At The Cash Machine’ , o Crux está se anunciando de forma genuína. Definitivamente, há um espaço para eles na cena rock do Reino Unido e eles já estão conquistando os ouvidos de formadores de opinião como Tom Robinson da BBC Radio 6, Hype Machine e Amazing Radio. Este EP parece atemporal e atual.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.