Resenhas

Descent

Moon Reaper

9.0

Mais uma vez a cena britânica prova que é berço de grandes novas bandas, desta vez, apresentando a banda Moon Reaper. O quarteto apresenta, de forma independente, o EP de estreia, intitulado 'Descent', um lançamento que se encontra no purgatório entre o EP e o “mini-álbum” em seus 25 minutos de duração.

Apresentando cinco faixas de peso sobrenatural, ‘Descent’ é um banquete sonoro de riffs e rosnados e talento. A banda mistura diversas referências, conseguindo juntar todas as suas inspirações e todas as coisas que eles gostam e criaram um um ótimo trabalho.

Desde sua formação em 2018, o Moon Reaper se desenvolveu em um ritmo prodigioso, suas palavras se tornando sonoras, suas ideias se tornando canções e tudo ganhando ritmo e ímpeto como uma avalanche. Em menos de 3 anos, a banda conquista grandes holofotes e fãs ao redor do mundo, podendo caminhar lado a lado com grandes nomes do metal extremo.

O ponto alto do álbum é a combinação perfeita dos vocais – limpos e guturais -, impressionantes e impuros de Morgan Cradick com todos os instrumentos. Junto com o guitarrista de Noah Burns, criam linhas de guitarra perfeitas e densas, usadas no Doom Metal, mas que também casam com black metal. E claro, o baixista Aidan Rutter e o baterista  Zack Esposito fornecem a base forte para essa obra, provando a interação e talento da banda como um todo.

‘Descent’ pode ser classificado como Progressive Blackened Doom Metal, ou simplesmente metal extremo – mas uma grande revelação do metal extremo. Muitos pontos positivos para a banda, por conseguir usar todas as influências sem medo e criar algo diferente e prazeroso de ouvir. É difícil algum fã de metal não admirar esta obra, que passeia por diversos estilos e pode agradar diversos nichos de fãs.

O álbum foi todo feito da maneira DIY, o que ofereceu algumas qualidades negativas para o álbum – para ouvidos muito exigentes, isso pode ser um problema. Para um disco de estreia, a banda conquistou o que merecia e com um pouco mais de atenção e investimento, o álbum de estreia terá a qualidade merecida.

 

Faixas:

01. Time Warper
02. Spiralism
03. Clockwork
04. Godeater
05. Necromancy

Formação:

Morgan Cradick – vocal e guitarra
Noah Burns – guitarra
Zack Esposito – bateria
Aidan Rutter – baixo

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.