Resenhas

Egor6: Scream

Guest of Rapture

9.5

Cuidadosamente montado pela mente de um único homem, Guest of Rapture esculpiu seu nicho de música eletrônica com uma abordagem afiada do metal em constante expansão. O artista prova isso mais uma vez, com o terceiro disco, 'Scream', lançado este ano.

O artista de Los Angeles fornece energia inovadora que mescla gêneros, uma história de terror e técnicas de narrativa sônica que são absolutamente únicas. ‘Egor6: Scream’ soa como a parceria entre Korn e Skrillex, mas é mais sombrios e horripilantes. Sangue, assassinato, violência, danação e medo direto das profundezas infernais estão ligados em som e ruído.

São 13 faixas energéticas e contagiantes, onde é impossível ficar parado. Também é interessante observar como as músicas são desenroladas ao longo da reprodução, o artista não teve medo de expor sua criatividade, o que acabou o levando para uma extensão além do nicho eletrônico, como se fosse um novo gênero criado, sendo possível encontrar até elementos do metal, com pedal duplo nas músicas.

Além da sonoridade, outro ponto interessante do disco são os elementos bizarros, como vozes gritando, pessoas falando como se estivessem naquelas cenas pesadas de filmes de terror, um interlocutor com a voz meio robótica e acelerada. O torna tudo mais interessante, como se fosse um filme de terror – onde é mais comum ter trilha sonora voltada para o metal, mas Guest of Rapture prova que é possível inovar.

‘Egor6: Scream’ é um disco rico e interessante, que prende a atenção e é indicado para quem gosta de inovação. O músico explora combinações de estilos que parecem incompatíveis, mas em suas mãos se tornaram algo maravilhoso. Tudo isso como base para um clima de filme de terror. Esse álbum merece sua atenção.

 

 

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.