Resenhas

It Came From The Void

King Bastard

8.5

Os recém- chegados ao estilo Psychedelic Doom, King Bastard, lançam hoje, dia 14 de janeiro, seu álbum de estreia 'It Came From The Void'. Em uma verdadeira experiência sinestésica, 'It Came from the Void' segue a jornada de um grupo de colonos cósmicos, começando na Terra moribunda e ascendendo ao cosmos para trazer apenas visões de desastre e fracasso humano. O álbum foi gravado, mixado e masterizado por Colin Marsto n ( Gorguts , Krallice ) no estúdio Thousand Caves em Queens, NY. A arte foi criada pela Intuitive Designs .

Combinando imagens de terror de ficção científica com um som doom metal moderno, incorporando sintetizadores, percussões, saxofones, violinos estridentes, a banda americana brinca com contrastes e arrasta o ouvinte para sua própria dimensão. A audição se torna uma viagem alucinógena, esmagadora, contagiante e repulsiva, onde não é possível ouvir apenas uma vez. Aqui é necessário ouvir diversas vezes, e em cada audição você irá descobrir uma sensação diferente.

‘It Came From The Void’ é um trabalho ambicioso, com seis faixas apresentando o clássico doom metal e stoner rock com muita distorção e criando uma cacofonia que prenuncia eventos cataclísmicos por vir e combinando riffs de doom tradicionais com jams experimentais. Com vocais que contam histórias mesclando guturais e susurros, sonoridade suave e pesada, este trabalho é algo inovador, assustadoramente psicodélico e para ouvintes que procuram algo diferente do que estão sempre ouvindo.

 

Formação:

Mike Verni – guitarra
Isabel Guido – vocal e e saxofone
Arthur Erb – baixo
Matt Ryan – bateria

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.