Resenhas

Let Me Drown with You

Rise To The Sky

9.0

Não é novidade, ao menos não aos adeptos de sonoridades mais arrastadas, densas e melancólicas, que o Chile é uma potência quando o assunto é Doom Metal (e variantes). A pátria de Pablo Neruda, tem em suas galerias reservadas ao gênero, nomes importantíssimos como: Mischievous Augury, Bitterdusk, Poema Arcanus, Uaral, Mar De Grises, Lapsus Dei e Mourners Lament. Isso, se ficarmos no raso, pois a lista é muito maior e diversificada. Nos últimos tempos novos representantes surgiram, todos com trabalhos inspirados e devidamente predicados que, serviram tanto para oxigenar a cena quanto para reafirma-lá. Dentre esses nomes temos o Suffering Dusks, Weight Of Emptiness, Mourning Sun, e o aqui objeto de estudo, Rise To The Sky.

Criado em 2019 por Sergio Gonzalez Catalan — seu único membro, o Rise To The Sky já lançou dois eps, diversos singles e três registros completos, sendo que seu mais recente trabalho, “Let Me Drown With You” foi lançado no início de março através da russa GSP Magazine. Dedicado à memória do pai de Sergio, “L.M.D.W.Y” tem sua produção e linhas de bateria creditadas ao grego  Filippos Koliopanos (Ocean Of Grief, On Thorns I Lay); quanto a sua arte, a mesma é recebe a caligrafia de Gogo Melone (Aeonian Sorrow).

Passadas as formalidades e indo à análise dos temas, somos logo arrebatados pelo peso descomunal e pela arquitetura melancólica que os mesmos exibem. Havendo toda uma perceptível entrega do músico, não apenas no aspecto estrutural e sonoro, mas sim, uma entrega de aspectos humanos — de sentimentos e estágios inerentes; seja o luto, saudade, ausência, solidão e resignação. Assim sendo, extrações como: “See Me Fall Down”, “Dream The Pain Is Gone”, “Liebestod”, “Leaving This World” e o tema título, são ambrosia para os aficionados por sonoridades introspectivas e sorumbáticas.

Musicalmente o trabalho dispõe-se no chamado Death/Doom Metal, porém, de uma maneira mais rica e preenchida, as composições se fartam de melodias criadas sob a tutela do emocional, com direito a belas cascatas atmosféricas, fugidios arranjos acústicos e segmentos sinfônicos que vão da aurora ao crepúsculo das composições, tornando-as ainda mais exuberantes. Sem mais me alongar, “Let Me Drown With You” é desses discos que quando ouvidos e devidamente degustados, percorrem todos os pavilhões do ser, dos mais escuros e frios até os dioramas da compreensão — um disco que dá sons e formas a dor. Mais que uma bela homenagem àqueles que partem cedo demais, e sim, um tratado sobre a beleza que existe em tudo, até mesmo na consternação.

Faixas:

01) See Me Fall Down
02) Dream The Pain is Gone
03) Let Me Drown With You
04) Liebestod
05) Passion (Interlude)
06) Turn Us Into Stone
07) Leaving This World
08) Bury Me In Your Heart
09) Transformation (Postlude)

Formação:

Sergio Gonzalez Catalan (vocais, todos os instrumentos)

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.