Resenhas

Ormer Til Armer, Maane Til Hode

Djevel

8

Formado por ex-membros de bandas como Emperor, Urgehal, Koldbrann e Ljå, Djevel traz mais um trabalho brutal. “Ormer Til Armer, Maane Til Hode” é o 6º da banda, foi lançado em 2019 e chegou ao Brasil mês passado em uma belíssima edição em digipack com corte em formato de cruz invertida, limitado em apenas 333 cópias, pela Mindscrap Music.

Só de ler a primeira linha, já deu para perceber que Djevel  é uma daquelas bandas que aderem à tradição nórdica do black metal –  e conta com ninguém menos que Bård “Faust” Eithun na bateria. Combinam o estilo pagão norueguês old school, adicionando uma dose de atmosfera à música.

É um álbum longo e começa com um estilo atmosférico de black metal, onde são exibidas as batidas e os belos trechos de tremolo, acompanhado de uma guitarra rítmica e sombria que cria uma atmosfera triste. O álbum tem uma rica qualidade estética do sombrio black metal old school mesclado ao black metal melódico.

“Ormer Til Armer, Maane Til Hode” é um trabalho cru, melódico e satânico, de uma das bandas mais proeminentes da cena norueguesa, improvisado com qualidades atmosféricas que tornam o álbum bastante atraente.

Faixas:

1. Ormer til armer, maane til hode
2. Et menniskes hele korpus og legeme
3. Den gang jeg banket paa helvedes tunge doer
4. Dreb dem alle, herren vil gjenkjenne sine
5. Ved Hildr’s haand for Hel
6. Det eders herre lover er mer enn hva mennisket taaler
7. Over svarte skriigende skoger
8. Illoyegd foedt som Satans barn, paa ferd uden spor af menneskeverd

Formação:

Mannevond (Vocal e Baixo)
Faust (Bateria)
Trond Ciekals (Guitarra)