Resenhas

Plastic Knife

Dylan Bressler

9.0

Dylan Bressler é a mais nova banda de um homem só, que apresenta ao mundo o álbum de estreia, intitulado 'Plastic Knife'. O disco traz música selvagem e inspirações de todos os lugares possíveis, mostrando o quão versátil é o multi instrumentista Neil Young. Dylan Bressler experimenta o som com infusão de punk rock alternativo e faz justiça a ele. O título é uma introdução ao jovem músico, que afirma que sua criatividade vem de sua solidão.

“Gosto muito de música pesada, e também gosto de música muito delicada. Tudo desde rock, pop, hip hop, até músicas absurdas e aleatórias que me fazem sorrir. As influências, além dos pesos-pesados, neste álbum foram Mars Volta, The Cure, Blind Melon, Not Blood Paint, Streetlight Manifesto, Stone Roses, Capt Beefheart. Mas para incluir outros, Red Hot Chili Peppers, Neil Young, Black Sabbath, Green Day, Deep Purple, White Stripes, The Who, Jimi Hendrix Experience, Alkaline Trio e Santana – mas a lista continua”, comenta o músico. Já é possível ter uma ideia do que esperar do seu trabalho.

Tocando sozinho todos os instrumentos, ele coloca sua personalidade em cada nota e entrega algo pelo qual ansiar – seu conhecimento musical como musicoterapeuta também ajudou neste processo. Sobre as letras, o músico fala sobre a vida, no geral, cheia de mudanças, contrastes, dinâmicas, estilos, tempos e lugares. As músicas foram compostas em diferentes áreas do mundo, enquanto o música viajava e apreciava cada lugar, e cada momento de sua vida. “É uma combinação de minhas experiências de vida daquele ponto”.

‘Plastic Knife’ varia de rock alternativo a noise rock e punk rock, com letras cativantes e que garante uma ótima audição. Dylan Bressler mostra sua grande variedade de estilos e como soube extrair tudo de si para criar um grande álbum.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.