Resenhas

Recollections of the Insane

Schizophrenia

8.5

Chega às minhas mãos via Shinigami Records um álbum que me deixou entusiasmado. Trata-se de "Recollections of the Insane", da banda belga Schizophrenia. Este é o primeiro álbum completo do grupo, que contou com a produção de Francesco Paoli, líder da banda italiana Fleshgod Apocalypse.

Se você curte death metal old-school, vai facilmente gostar deste play. O vocal soa muito agressivo, muitas partes soam com muito groovy, mas você reconhece trechos que soam como thrash metal como em ‘Sea Of Sorrow’. Mas no restante, a influência é do death metal, sem sombra de dúvida.

Aliás, “Schizophrenia” que é o nome da banda já me fez relacionar os caras ao Sepultura, até mesmo o logotipo da capa meio que remonta aquele período dos anos 80. Mas ao invés disso, conseguimos ouvir aqui uma boa influência da cena do death metal da Flórida como Obituary, Morbid Angel, entre outras.

As performances são louváveis para uma banda estreante em seu primeiro álbum. “Cranial Disintegration”, “Monolith” e “Onwards to Fire” são tocadas com o pé no acelerador, com riffs destruidores e blastbeats cataclísmicos de Lorenzo Vissol. O cara quebra tudo numa performance sensacional.

Enfim, é um ótimo trabalho e torço que que possamos ouvir muito mais desta banda. O cartão de visitas já foi muito promissor e intenso, produziram algo muito interessante em um gênero musical que eu considero saturado que é o Death Metal, onde tudo soa meio igual atualmente.

Tracklist:

1. Divine Immolation
2. Cranial Disintegration
3. Sea of Sorrow
4. Monolith
5. Onwards to Fire
6. Souls of Retribution
7. Inside the Walls of Madness
8. Fall of the Damned
9. Stratified Realities

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.