Resenhas

Unconquered

Kataklysm

7.5

Kataklysm entrega seu novo trabalho 'Unconquered' no mercado musical. O que ouço é uma trilha de destruição que deixa dezenas de destroços enquanto acompanho faixa a faixa.

Talvez a melhor de todo o álbum seja “Killshot”, mas as composições são tão homogêneas e equilibradas que se você gosta de uma, provavelmente goste de todas as músicas que estão ali.
‘Cut Me Down’ tem notadamente elementos thrash e fala sobre traição e sobre pessoas que querem tirar vantagem de você. Aqui temos a participação especial de Tuomas Saukkonen (Wolfheart) nos vocais.
“Underneath The Scars” é uma faixa frenética com grandes quebras e trabalho furioso de pedal duplo que torna este som realmente forte e interessante.
“Focused To Destroy You” funciona muito bem com aquele groove aliado ao refrão que faz a gente querer bater cabeça instantâneamente.
“The Way Back Home” tem uma pegada inspirada (e muito) em Dead Embryonic Cells do Sepultura, ouçam com atenção a levada da bateria com a guitarra! A diferença é que não tem o solo do Andreas Kisser em cima da mesma levada rítmica. Prefiro pensar que é uma homenagem.
“Defiant” volta um pouco ao antigo estilo do Kataklysm, uma quebra de andamento com relação ao resto do álbum, enquanto as duas faixas finais, “Icarus Falling” e “When It’s Over” levam essa mudança ainda mais longe, dando ao ouvinte algo um pouco mais melancólico e sombrio.
Esta é uma excelente adição à discografia do grupo, que faz juz aos quase 30 anos de estrada dos veteranos do metal canadense.

Formação:
Maurizio Iacono – vocais
JF Dagenais – guitarra
Stephane Barbe – baixo
Oli Beaudoin – bateria

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.