Resenhas

United States Of Anarchy

Evildead

9.0

Sim, este é o mesmo Evildead que lançou verdadeiros clássicos do thrash metal “Annihilation Of Civilization” e “The Underworld” e agora, 29 anos depois, volta com “United States Of Anarchy”. Lançado pela SPV Steamhammer com distribuição no Brasil pela SoundCity Records em parceria com a Shinigami Records.

Que o mundo encontra-se em uma situação caótica qualquer pessoa sabe e este, com certeza, é o motor de toda fúria que encontramos no álbum. Seja pela belíssima capa, pelo titulo “Estados Unidos da Anarquia”, pela temática das letras e pelo instrumental raivoso está tudo ali. Uma verdadeira odisséia para esta época.

São 10 faixas (a ultima faixa, que não aparece na contracapa, é Planet Caire 2020, inusitado cover do B-52’s) do mais puro “thrash metal old school” sem frescuras, apenas uma paulada atrás de outra sem perdão. Destaques praticamente são todas as faixas do álbum, mas eu particularmente me empolguei com a abertura The Descending, Blasphemy Divine (que apareceu como single em 2011) e a excepcional A.O. P. / War Dance.

Os anos 90 marcaram uma época difícil para as bandas de heavy metal com toda atenção que havia em cima do grunge, e o Evildead foi uma das bandas que foram tragadas por aquela onda.

29 anos de intervalo pode parecer – e é – muito tempo de espera entre um álbum e o próximo, mas neste caso especificamente, o “tempo” não fez a menor diferença.

 

Faixas:

  1. The Descending
  2. Word Of God
  3. Napoleon Complex
  4. Greenhouse
  5. Without A Cause
  6. No Difference
  7. Blasphemy Divine
  8. O.P. / War Dance
  9. Seed Of Doubt
  10. Planet Caire 2020

Formação:

Phil Flores: Vocais
Rob Alaniz: Bateria, vocais de apoio
Albert Gonzales: Guitarras, vocais de apoio
Juan Garcia: Guitarras, vocais de apoio
Karlos Medina: Baixo, vocais de apoio

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.