Resenhas

War Within Me

Blaze Bayley

9.5

Blaze Bayley é um vencedor. Após a passagem conturbada pelo Iron Maiden que durou apenas de 1994 a 1999 e renderam dois álbuns, ele deu a volta por cima com uma carreira altamente prolífica dividindo seu tempo entre o Wolfsbane e sua banda solo que acaba de lançar War Within Me.

Após os álbuns conceituais da trilogia de ficção cientifica Infinite Entanglement, Blaze nos apresenta um álbum que, se não segue nenhum conceito pré estabelecido, possui uma mensagem bem clara.

A faixa de abertura, “War Within Me” é bem inspiradora. Com uma letra motivacional onde Blaze canta “Never give up / I won’t back down / Get stronger” (“Nunca desista / Eu não vou recuar / Seja forte”) emoldurada em um riff espetacular é um dos grandes destaques do álbum. Assim como a seqüência com “303” e seu refrão forte e cativante, esta é uma musica que poderia estar em algum álbum do Iron Maiden. Outro destaque é o single “18 Flights” que conta a historia de um show em 2019 na cidade de Coquimbo (Chile) que foi interrompido por um terremoto e ameaça de tsunami.

O que mais chama a atenção é o cuidado que Blaze Bayley teve nas letras. Sempre procurando passar uma mensagem positiva – provavelmente influenciado por esses tempos difíceis – o vocalista também presta uma homenagem a três gênios da humanidade: “The Dream Of Alan Turing” (considerado o pai da computação, trabalhou na 2ª Guerra Mundial traduzindo mensagens criptografadas dos nazistas salvando milhões de vidas), The Power Of Nikola Tesla (responsável por inúmeras invenções como transmissão via rádio, controle remoto, corrente alternada, etc.) e The Unstoppable Stephen Hawking (físico e responsável por diversas teorias que explicam a origem e evolução do Universo).

Além deste cuidado lírico, o instrumental também merece aplausos: Martin McNee e Karl Schramm formam uma cozinha bem segura e Christopher Appleton é um excelente guitarrista com riffs e solos altamente competentes.

Todo artista é influenciado pela realidade que o mundo se encontra. Na atual situação de pandemia que vivemos, alguns têm uma visão apocalíptica da civilização e outros procuram passar uma mensagem positiva. Blaze Bayley optou por este caminho e realizou um grande álbum com uma mensagem bem clara de que “toda tempestade termina”.

Formação:

Blaze Bayley: Vocal

Christopher Appleton: Guitarra

Martin McNee: Bateria

Karl Schramm: Baixo

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.