Resenhas

X

Artillery

8.0

Os headbangers “das antigas” com certeza se lembram do Artillery, banda dinamarquesa responsável por clássicos como “Fear Of Tomorrow” ou “Terror Squad” e que agora em 2021 retorna com seu décimo álbum de estúdio lançado pela Metal Blade Records e distribuído no Brasil pela Urubuz Records chamado apropriadamente de “X”.

O Artillery foi uma banda que passou por anos conturbados na década de 90 e no começo dos anos 2000 que conseguiu dar a volta por cima com o lançamento de “When Death Comes” (2009) e desde então mantém uma carreira com lançamentos regulares. Esta época de calmaria foi quebrada em outubro de 2019 com o falecimento do membro fundador, o guitarrista Morten Stützer.

Apesar de se passarem quase 40 anos da sua formação, “X” nos mostra uma banda com as características sonoras dos seus primórdios: riffs esmagadores em composições bem elaboradas como alguns toques da NWOBHM.
Se algumas musicas são mais cadenciadas, como a excelente “In Your Mind” e na quase balada “The Ghost Of Me”, o que domina este álbum é um thrash metal clássico. Seja nas extremamente rápidas e ferozes “The Force Of Indifference” e “The Devil’s Symphony” ou em “Mors Ontologica” que une perfeitamente velocidade com cadencia, temos aqui petardos para nenhuma roda de mosh reclamar.
Vale destacar o excelente trabalho do vocalista Michael Bastholm Dahl que faz uma linha mais melódica no estilo Joey Belladonna (Anthrax) que me agradou bastante.

Os últimos anos foram bem prolíficos para os fãs de ‘thrash metal old school’ com varias bandas clássicas lançando álbuns de altíssima qualidade e, apesar de ter perdido um de seus membros fundadores de maneira trágica, o Artillery também se une a este grupo com um lançamento digno.
In Thrash We Trust!

Formação:
Michael Bastholm Dahl: vocais
Michael Stützer: guitarras
Kræn Meier: guitaras
Peter Thorslund: baixo
Josua Madsen: bateria

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.