Notícias

Dolores O’Riordan, da banda The Cranberries, morre aos 46 anos

Em seu auge, nos anos 90, a banda irlandesa The Cranberries vendeu mais de 40 milhões de álbuns

Em seu auge, nos anos 90, a banda irlandesa The Cranberries vendeu mais de 40 milhões de álbuns

A cantora Dolores O’Riordan, que chegou ao estrelato com a banda irlandesa The Cranberries, morreu aos 46 anos nesta segunda-feira, 15. Representantes do grupo liberaram uma nota sobre o falecimento nas redes sociais, sem no entanto especificar a causa da morte.
A declaração descreveu a morte como repentina e acrescentou: “Os membros da família estão devastados por ouvir as últimas notícias e solicitaram privacidade neste momento muito difícil”.
A polícia metropolitana da capital inglesa também confirmou a notícia, e que o corpo de Dolores foi encontrado em um quarto do hotel Park Lane. “Neste estágio inicial, a morte é tratada como inexplicada”, disseram as autoridades.
O’Riordan, que teve que cancelar uma turnê com os Cranberries em 2017 por causa de um problema nas costas, estava em Londres para uma sessão de gravação.
O jornal Daily Mail noticiou que amigos próximos a cantora revelaram que nas últimas semanas ela estaria “terrivelmente deprimida”. No ano passado, ela havia declarado publicamente que lutava contra a depressão e problemas de saúde mental durante grande parte de sua carreira, culminando em uma tentativa de suicídio em 2013.
Ela foi diagnosticada com transtorno bipolar em 2015, e também disse que lutava contra distúrbios alimentares, alcoolismo e sequelas de abusos sofridos quando ela era “pequena”.

Dolores deixa três filhos que teve com Don Burton, ex-empresário do Duran Duran, com quem rompeu em 2014, depois de um casamento de de 20 anos.
Em seu auge, nos anos 90, o grupo vendeu mais de 40 milhões de álbuns e liderou as paradas de todo o mundo.