Notícias

Chaosfear: novos caminhos em ‘Global Atrocity’

Quando Fernando Boccomino (vocal e guitarra), Eduardo Boccomino (guitarra), Marco Nunes (baixo e teclado) e Billy Houster (bateria) tomaram a decisão de retomar os trabalhos do ChaosFear, o objetivo era escrever uma nova história com a banda. Assim, no final do ano passado, o quarteto lançou o single “Global Atrocity”, que está disponível nas plataformas de streaming (Spotify, Deezer, Apple Music, Amazon). “O impulso para o retorno do Chaosfear foi a possibilidade de escrever uma nova história com a banda. Além disso, criar músicas com uma roupagem mais atual e que mostrasse os dois mundos pelos quais transitamos: o thrash/death ‘old school’ e o som de bandas como Gojira, Meshuggah, Opeth e Periphery”, explicou o vocalista e guitarrista Fernando Boccomino.

Arte de capa de autoria de W. Perna

Arte de capa de autoria de W. Perna

Produzido pela banda ao lado de Wagner Meirinho (Loud Factory) e com arte de capa a cargo de W. Perna (Genocidio), “Global Atrocity” traz vocais mais limpos e graves, além de variar melancolia e agressividade. A faixa retrata uma revolução interna, um recomeço após um período traumático, algo como um grito por liberdade e atenção. “O mundo de hoje pode ser apresentado como um conjunto de atrocidades. Pessoas cada vez mais individualistas, um mundo digital cada vez mais cheio de tentações e mentiras; ou seja, uma verdadeira atrocidade global”, explicou o baterista Billy Houster. “Os vocais em Global Atrocity misturam melancolia e agressividade, traduzindo de forma direta a ideia contida na letra”, completou Fernando Boccomino.

Antes de “Global Atrocity”, que sairá em breve em lyric video, o último registro do quarteto havia sido o EP “Legacy of Chaos” (2012), mas a história do grupo teve início há exatos 20 anos, quando ainda atendia por Sick Mind. Com os álbuns “One Step Behind Anger” (2006) e “Image of Disorder” (2008), além dos EPs “Inside The Extreme World” (2003) e “Legacy of Chaos” (2012), o ChaosFear está de volta ao caos.

Single foi produzido pela banda ao lado de Wagner Meirinho (Loud Factory)

Leo B. Muniz


Single foi produzido pela banda ao lado de Wagner Meirinho (Loud Factory)