Resenhas

Sermons of the Sinner

KK's Priest

9.0

A saída de membros de longa data de uma banda acontecem com frequência no mundo do Metal, muitas vezes criando um ou mais grupos derivados com sonoridades semelhantes (ou não). Quando se iniciou o burburinho relacionado ao KK’s Priest havia muito ceticismo com a associação de ex-membros do Judas Priest. A surpresa maior na verdade seria o encerramento da suposta "aposentadoria" do guitarrista K.K. Downing.

Downing voltou aos palcos em Agosto de 2019 com Ross The Boss (ex-Manowar), talvez isso tenha servido para que ele reconsiderasse seu afastamento dos palcos. O fato é que ele nunca escondeu sua chateação da forma como saiu do Judas Priest (isto está amplamente documentado em diversos veículos de imprensa e em entrevistas). Parece que aqui ele retoma o que realmente gosta de fazer, que é compor heavy metal.
Na audição do álbum, nada mais natural do que achar que a nova banda soa muito parecida com sua banda original. Afinal, Downing compôs alguns dos maiores sucessos do Judas Priest! Queriam que ele soasse como, não é? (pergunta retórica) Quando digo que parece com o Judas, considere como um elogio da mais alta conta, pois é uma das minhas bandas favoritas em toda a vida.
Não soa como numa cópia mecânica, ‘Sermons of the Sinner’ tem várias indicações de seu pedigree e de suas raízes na sonoridade. O que evidencia o intuito de Downing com a banda ainda mais é o fato de ter trazido Tim ‘Ripper’ Owens para comandar os vocais. Isso deixa claro o que ele pretendia.
Não consigo pinçar nenhuma faixa ruim ou até mesmo menos inspirada neste trabalho, mas se alguém procura algo “totalmente novo” ou a “invenção da roda”, esqueça! É metal tradicional, produzido com as legítimas guitarras flying v.
Downing tenta trazer seu legado para o presente e para o futuro, mas fazendo o que sempre fez muito bem. Conquistando os corações e almas de seu rebanho já convertido.
Posso destacar como melhores faixas do álbum as canções “Hellfire Thunderbolt”, “Wild And Free”, “Metal Through and Through” e “Hail for the Priest”. Diversão garantida para headbangers mais saudosos do “aço” das antigas.

Tracklist:

1. Incarnation
2. Hellfire Thunderbolt
3. Sermons of the Sinner
4. Sacerdote y Diablo
5. Raise Your Fists
6. Brothers of the Road
7. Metal Through and Through
8. Wild an Free
9. Hail for the Priest
10. Return of the Sentinel

Formação:
KK Downing – guitarra
Tim “Ripper” Owens – vocal
Tony Newton – baixo
AJ Mills – guitarra
Sean Elg – bateria

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Headbangers News e é de responsabilidade de seu autor.