Resenha de Show

Com casa cheia, Cradle of Filth se apresenta em São Paulo

Carlos Pupo/Headbangers News


Numa noite de sábado (24) extremamente quente e abafada na capital paulista, o Carioca Club recebeu a única apresentação da tour mundial de 2018 do Cradle of Filth no Brasil.

Mais cedo, em uma entrevista coletiva, os integrantes justificaram que a questão da passagem da banda em território brasileiro ter ocorrido somente pela capital paulista não era da alçada do grupo, mas apenas uma questão de agenda e de negociação empresarial.

O fato é que a casa recebeu um ótimo público, que pôde conferir um show bem variado, mesclando diversas fases. Foi muito bom ouvir músicas clássicas reconhecíveis do grupo entremeadas com o material mais recente em harmonia.

Formado na Inglaterra em 1991, o Cradle of Filth gerou desde o início um burburinho imediato com suas primeiras demos, antes de ganhar respeito na crescente cena black e death underground do Reino Unido com o excelente álbum de estreia The Principle of Evil Made Flesh.

Fica claro nesta turnê que o grupo quis premiar os fãs com lembranças destes diversos álbuns, até chegar ao novíssimo “Cryptoriana – The Seductiveness of Decay”. Disco este, lançado em 22 de setembro de 2017 pela Nuclear Blast Records, que têm recebido críticas muito favoráveis.

Brindando a audiência com o que tem de melhor em seu extenso catálogo, a apresentação foi generosamente bem distribuída, encaixando o setlist perfeitamente.

Vale destacar a excelente performance do baterista Martin Škaroupka, e do baixista Daniel Firth, que seguram a “cozinha” da banda com maestria. Assim como a presença de palco do guitarrista Richard Shaw, que já é um show à parte com suas encenações, caretas e sua forma peculiar de agitar a plateia.

A atual formação, que já está há algum tempo junta, com Shaw e Marek ‘Ashok’ nas guitarras desde 2014, me parece ser uma das melhores da linha do tempo da banda, mas ressalto que é uma opinião pessoal.

Mais consolidadas ainda estão as linhas vocais, com o líder Dani Filth e a tecladista Lindsay Schoolcraft. Aliás, o backing vocal de Lindsay ao vivo é incrível e mostra o quão talentosa ela é.

Considero o fato de não ter uma banda de abertura um ponto positivo, pois apesar de um pequeno atraso para o início do show, tudo acabou relativamente cedo, facilitando a volta para casa de quem veio de transporte público.

Depois de tudo, é muito evidente a maturidade da banda, que depois de tantas mudanças em sua formação encontrou um time coeso que soa tão bem em estúdio quanto em cima do palco, como neste show em São Paulo.

Indiscutivelmente uma das melhores e mais influentes bandas de black metal sinfônico e de terror gótico das últimas décadas, o Cradle of Filth deixou um gosto de “quero mais” em todos os presentes na noite.

Setlist
1. Gilded Cunt
2. Beneath the Howling Stars
3. Blackest Magick in Practice
4. Heartbreak and Seance
5. Bathory Aria: Benighted Like Usher / A Murder of Ravens in Fugue / Eyes That Witnessed Madness
6. Dusk and Her Embrace
7. The Death of Love
8. You Will Know the Lion by His Claw
9. The Promise of Fever
10. Nymphetamine (Fix)
11. Her Ghost in the Fog
12. Born in a Burial Gown
13. From the Cradle to Enslave

Carioca Club

Data: 24/03/18

Horário: 19h

Rua Cardeal Arcoverde, 2899 - Pinheiros

www.cariocaclub.com.br