Resenha de Show

Triptykon rememora clássicos embrionários do Celtic Frost e Hellhammer em show no Carioca Club

O vocalista e guitarrista Tom G. Warrior à frente da banda Triptykon no show em São Paulo

Leandro Almeida/Headbangers News


O vocalista e guitarrista Tom G. Warrior à frente da banda Triptykon no show em São Paulo

Depois de passar pelo México e Chile, a banda suíça de metal extremo Triptykon fez a primeira e única apresentação de “Southern Hemisphere Annunciation Tour” na noite desta sexta-feira, 25, no Carioca Club, em São Paulo, oferecendo ao público doses exageradas e absurdamente brutais do black, gothic e doom metal.
Liderada por Tom Gabriel Warrior, herdeiro maldito do legado de duas bandas de grande influência do Black Metal, a Celtic Frost e Hellhammer, a apresentação do Triptykon foi marcada, sobremaneira, pela escolha de um repertório no qual os fãs das lendárias bandas puderam se esbaldar e rememorar álbuns embrionários, históricos e de grande impacto no gênero.
O guitarrista V Santura, a belíssima baixista Vanja Slajh e o baterista Norman Lonhardsobem ao palco ao lado de Warrior para proporcionar aos fãs do Celtic Frost e Hellhammer um espetáculo sombrio e repleto de clássicos pesados. A promessa se cumpriu logo no início do show com a levada extrema de “Procreation of the Wicked” (Morbid Tales, 1984)e os acordes poderosos de “Dethroned Emperor”(Shatter, 2010), que levaram o público do Carioca à loucura.
Do primeiro álbum do Triptykon, a música “Goetia” recria um clima sinistro, que aliado às imagens da letra, compõe a ideia de sofrimento e desengano. Outra marca também presente nas duas antecessoras do Triptykon é essa temática funesta, maldita e de degeneração da carne e da alma, em que a pretensa salvação é alcançada por meio da morte. Só a morte é real.
A saudação enfática de Mr. Warrior aos fãs veio depois de “Circle of the Tyrants”, uma forma de honrar a presença enérgica do público, que retribuiu o carisma da banda com urros e manifestações de prazer, que divertiram o vocalista. Warrior aproveita para anunciar a esperada “Ain Elohim”, uma das últimas músicas escritas pelo falecido baixista Martin Eric Ain, outra referência do Celtic Frost, que consta do álbum Monotheist, de 2006.

O grupo tocou clássicos do Celtic Frost e Hellhammer na apresentação no Carioca Club

Leandro Almeida/Headbangers News


O grupo tocou clássicos do Celtic Frost e Hellhammer na apresentação no Carioca Club

Para regozijo dos fãs, a sequência do repertório trouxe ainda outros clássicos do Celtic Frost como “Into the Crypts of Rays”, “The Usurper”, “Babylon Fell” e “Necromantical Screams”. Do álbum do Triptykon Melana Chasmata, de 2014, a banda apresenta “Altar of Deceit”, uma levada de Doom metal que irrompe em uma composição poderosa, cheia de peso.
Cultuado pelos fãs, Tom Warrior é considerado o verdadeiro responsável pela incursão de elementos que transformaram definitivamente o metal tradicional em uma linguagem sinestesicamente palatável ao exigente e fiel público do gênero. Sem perder seu caráter experimental, a banda apresenta ainda clássicos do Hellhammer, como “Massacra”, “Reaper” e “Messiah”.
E como o melhor sempre fica para o final, a banda apresenta “Morbid Tales”, música que dá nome ao álbum do Celtic Frost de 1984, aclamado pela crítica como um marco histórico devido ao uso de elementos que passaram a caracterizar o black e o death metal, dentre eles o vocal gutural, tão docilmente bem vindo aos nossos ouvidos sensíveis.
Mas é mesmo na música final, “The Prolonging” que o Triptykon deixa registrado seu recado aos fãs, não apenas na expressão funesta da letra, que trata da degeneração moral que precede a putrefação da carne, mas pelo peso de sua sonoridade, que marca com fúria a composição.
Certos de que a mensagem de continuidade, ou prolongamento, do legado do Celtic Frost e Hellhammer foi transmitida a contento e permanecerá viva por um longo tempo, a banda abandona o palco, mas não antes de se despedir calorosamente dos fãs. Sem dúvida, a volta para casa teve um sabor especial de mais um grande show computado na lista dos grandes espetáculos de 2018.

Setlist

Procreation (of the Wicked)
Dethroned Emperor
Goetia
Circle of the Tyrants
Ain Elohim
Into the Crypts of Rays
The Usurper
Altar of Deceit
Babylon Fell
Necromantical Screams
Massacra
Reaper
Messiah
Morbid Tales
The Prolonging


Carioca Club

Data: 25/05/18

Horário: 23h

Rua Cardeal Arcoverde, 2899 - Pinheiros