Notícias

Sinaya lança Maze of Madness e vive expectativa pela turnê europeia

Satisfação pouca é bobagem. Na iminência do lançamento oficial do álbum Maze of Madness, que aconteceu na última sexta-feira (10) na Europa e Estados Unidos, as integrantes da banda de Death Metal Sinaya receberam amigos, jornalistas e convidados para uma coletiva de imprensa no Estúdio Sonido, zona oeste da capital. Durante o descontraído bate papo, coroado pela certeza extrema de um trabalho feito com excelência, a vocalista Mylena Monaco, a guitarrista Renata Petrelli, a baixista Bruna Melo e a bateria Cynthia Tsai expuseram com clareza os próximos passos dessa conquista, com direito a turnê pela Europa em novembro, quando a banda vai passar por sete países.

Para acalmar os ânimos dos fãs brasileiros, a Sinaya promete o lançamento oficial em terra brasilis até o final do ano, com direito a todo o barulho que o trabalho merece. É claro, não é preciso esperar até lá para ouvir Maze of Madness, já que o álbum se encontra disponível nas principais plataformas digitais. No exterior, também foram impressas versões em vinil, edições limitadas com 1200 exemplares coloridos (300 unidades em roxo, 300 vermelhas e 600 pretas), coisa para fã de metal e colecionador convicto não deixar passar batido.

Abrindo portas

No dia 8 de março deste ano, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a Sinaya lançou o videoclipe da música ”Abyss to Death”, um cartão de visitas que abriu muitas portas, dentre as quais a assinatura do contrato com gravadora Brutal Records para lançamento do primeiro full-lenght da banda.

De acordo com a vocalista Mylena, o diferencial da Brutal Records é a atenção dada à banda, um voto de confiança essencial para que esse relacionamento se desenrolasse tão bem: “Fechamos o contrato em abril e a Brutal teve quatro meses para fazer toda a divulgação antes do lançamento do álbum, o release da banda foi enviado para mais de 1800 revistas, sites, webzines, sites especializados, rádios, um material muito rico que eles disponibilizaram e que, agora, está em inúmeras plataformas”, vibra Mylena.

Para Renata, o fato da Brutal Records abraçar e confiar no trabalho da Sinaya, divulgar e mandar a banda para fora do país é uma iniciativa muito bacana: “Tudo isso faz parte do nosso crescimento, tudo isso demonstra que estamos no caminho certo, eles estão investindo na banda, todo investimento tem sido feito baseado na confiança mútua entre todos nós”, comemora a guitarrista.

Com produção e masterização de Marcello Pompeu e Heros Trench(Korzus), Maze of Madness foi gravado no Mr. Som Studio, em São Paulo. Quem assina a arte da capa é o designer gráfico João Duarte, responsável por trabalhos de bandas como Carro Bomba, Torture Squad, Angra, Korzus, entre outras.

De rolê pela Europa

Em poucas semanas, a Sinaya vai colocar o pé na estrada e realizar o sonho de muitas bandas de rock: tocar na Europa, onde terão a oportunidade de divulgar o álbum Maze of Madness. Ao todo, são 17 datas de shows em sete países: Alemanha, Holanda, República Checa, Eslovaquia, França, Belgica e Suiça.

Durante a turnê, a Sinaya divide o palco com ícones do metal extremo, bandas como EPICARDIECTOMY, da República Tcheca, as americanas PYREXIA e PATHOLOGY e a norueguesa KRAANIUM. A turnê, que tem início no dia 8 de novembro, com show no Musik & Frieden, em Berlim, na Alemanha, termina com show em Zug, na Suíça, no dia 24 de novembro, no Monthly Assault Fest.

Sem day off, a turnê vai exigir das meninas cuidado especial com a saúde, muito preparo físico, boa alimentação, noites de sono na tour van e proteção do frio, já que nessa época do ano é quase inverno na Europa.

As expectativas para a turnê são inúmeras. De acordo com Renata, diferente do que aconteceu em 2016, quando a banda fez shows no Peru, Argentina e Bolívia, a turnê europeia conta com uma estrutura melhor: “Tudo vai ser diferente, vai ser extreme hard, desde a temperatura à quantidade de shows, realmente muito mais corrido. Desde a turnê pela América Latina, crescemos muito como banda, naquela época, tudo ainda era uma novidade, agora temos a oportunidade de corrigir alguns erros da primeira vez”.

 

Maze of Madness, primeiro full-length do grupo, lançado pela Brutal Records

Maze of Madness, primeiro full-length do grupo, lançado pela Brutal Records

Em relação aos shows na Europa, as meninas acreditam que o tempo de palco é suficiente para tocar todas as músicas do álbum e mais os sons do EP Obscure Raids, de 2013. Na preparação para a viagem, Mylena, Renata, Bruna e Cynthia têm se dedicado exclusivamente aos ensaios e mesmo a distância que as separa (Cynthia é carioca e mora no Rio de Janeiro) não é empecilho para a realização de um estudo tecnicamente perfeito. “No estúdio no Rio, eu coloco as guias e gravo a bateria para que elas, aqui em São Paulo, treinem as cordas. Quando nos encontramos, aproveitamos ao máximo o tempo, principalmente porque nesse preparo, deixamos tudo tinindo”, comenta a baterista.

Como durante a turnê elas não terão tempo, os ensaios serão os próprios shows e por isso, no palco, vão dar 100% de si: “Não tem melhor ensaio que o próprio show”, comentam alegres.

A mais jovem dentre todas, mas com um currículo, experiência e técnica invejável, a baixista Bruna está otimista e ansiosa para mostrar o que a banda tem de melhor, a unidade sonora que o grupo adquiriu com a recente formação: “Essa é a grande oportunidade para nos unirmos e nos conhecermos mais ainda, são nesses momentos de pura tensão que temos a chance de nos doar umas às outras, vai ser, sem dúvida, uma turnê incrível”.