Resenhas

The Living Dead

Grave Digger

8.5

Confesso que fiquei surpreso com este novo álbum da banda alemã Grave Digger, pois havia me causado estranheza o videoclipe "Zombie Dance", que foi lançado em forma de videoclipe em colaboração com o grupo Russkaja, e que possui uma atmosfera que mistura o heavy metal e influências da polca eslava, fazendo o grupo soar como o Korpiklaani (nada contra, gosto deles também). Mas com o histórico e importância que o grupo possui, aguardei com ansiedade até o lançamento oficial do álbum.

Me senti aliviado ao ouvir e constatar que o grupo não me decepcionou, trazendo temas mais obscuros e com a pegada tradicional arraigada, além de uma produção muito bem feita. Sei que é difícil se reinventar, principalmente para uma banda que tem uma trajetória que está se aproximando dos 40 anos de carreira.

Cabe destacar os riffs de guitarra fantásticos, principalmente na faixa de abertura “Fear of the Living Dead”, que dá o tom de todas as composições seguintes de ‘The Living Dead’. Mas minha favorita ficou por conta de ‘Blade of the Immortal”, ela é perfeita em sua totalidade e faltam adjetivos para defini-la melhor. Caro leitor(a), não quero usar uma palavrão aqui.

Aliás, o Grave Digger é especialista em criar hinos do heavy metal e neste álbum tem outro! “The Power of Metal” cumpre esta tafera com maestria, mais uma música que deverá figurar na playlist dos headbangers de respeito.

Este é o tipo de álbum que os fãs podem ouvir e comprar sem medo, pois mantém a lendária banda no topo do panteão metálico entretendo os novos e antigos adeptos.